FC Barcelona 3-0 Juventus FC: Lionel sem “Messiricórdia” da Vecchia Signora

Por Rúben Tavares Setembro 12, 2017, em Liga dos Campeões

FC Barcelona 3-0 Juventus FC: Lionel sem “Messiricórdia” da Vecchia Signora

Anterior1 de 3Próximo

Cabeçalho Futebol InternacionalA primeira jornada do grupo D da época 2017/2018 passava por Camp Nou, marcando igualmente a reedição dos quartos de final da temporada transata, colocando frente a frente Barcelona e a finalista vencida de 2016/17, Juventus.

Partindo ambas as equipas de uma estrutura tática baseada no 4x3x3, foi a formação transalpina quem primeiro criou perigo com um remate de meia distância de Mattia De Sciglio, mas teve em Ter Stegen desvio por cima da barra, aos 6 minutos. Pouco depois, Higuaín (9’) e Pjanic (12’) podiam ter inaugurado o marcador antes do fechar do primeiro quarto de hora.

Do lado catalão, Ousmane Dembélé alinhou no trio ofensivo juntamente com Suárez e Messi, num onze em que, com Nélson Semedo a lateral direito, a ala direita ‘culé’ era protagonizada por uma dupla de reforços.

Aos 20 minutos, e após Buffon ter negado o golo a Dembélé (16’), ‘Gigi’ faz uma defesa assombrosa a responder a cabeceamento de Suárez. De seguida, Higuaín e Matuidi ameaçaram o golo, mas, e depois de novamente Dembélé ter-se aproximado de estrear-se a marcar pelo Barça na ‘Champions’, Messi, ao fechar a primeira parte (45’), tabela com Suárez e abriu o caminho do golo. 1-0!

Para a segunda parte, a Juventus continuou a forçar o jogo a um ritmo combativo e procurando a objetividade no ataque, mas a eficácia não foi companhia da exibição dos ‘bianconeri’.

A Juventus tentou dividir o jogo, mas o ataque do Barcelona foi de uma eficácia letal Fonte: Juventus FC

A Juventus tentou dividir o jogo, mas o ataque do Barcelona foi de uma eficácia letal
Fonte: Juventus FC

Do outro lado, os ‘blaugrana’ foram letais no ataque e, se Lionel Messi se estreou na sua carreira a marcar à Juventus e a Buffon, deu a marcar o segundo a Rakitic. O internacional argentino cola a bola no seu pé esquerdo e só a liberta para o médio croata confirmar o tento, aos 56 minutos.

O ‘show Messi’ não ficou por aí até porque o homem que tem cinco bolas de ouro quis fechar o que começou: o marcador. Bem ao seu estilo: recebe a bola um pouco descaído para a direita e à entrada da grande área contrária, flete para o pé esquerdo e coloca junto ao poste esquerdo de Gianluigi Buffon, aos 69 minutos. Sem hipótese!

O Barcelona confirma na ‘Champions’ o início vitorioso na ‘La Liga’, enquanto a Juventus, no primeiro grande teste da época, reprovou… claramente!

Lionel sem Messiricórdia da Vecchia Signora!

Anterior1 de 3Próximo
Rúben Tavares
O futebol foi a primeira paixão da infância, no seu estado mais selvagem e pueril. Paixão desnuda. Hoje não deixou de ser paixão, mas é mais madura, aliada a outras paixões de outras idades: a literatura, as ciências sociais, as ciências humanas.                                                                                                                                                 O Rúben escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Comentários

Por Rúben Tavares Setembro 12, 2017, em Liga dos Campeões

Figura e Fora-de-Jogo da Semana

19/11/2017

Francisco Sampaio

Redator

Francisca Jorge e Miguel Oliveira

A tenista de 17 anos tornou-se campeã nacional absoluta na vertente de singulares e de pares; o motociclista, aos 22 anos, venceu as últimas três provas do Mundial de Moto 2.

Seleção Italiana

60 anos depois a Itália está fora de um Campeonato Mundial de Futebol. Gian Piero Ventura tomou opções duvidosas e foi afastado do cargo de selecionador. O mundo do futebol chorou com Gianluigi Buffon.