No meio dos tubarões, os portugueses podem sonhar

Por Tiago Silva Setembro 13, 2016, em Liga dos Campeões

No meio dos tubarões, os portugueses podem sonhar

Anterior1 de 2Próximo

Cabeçalho Futebol Internacional13 de Setembro de 2016: a data que assinala o inicio da mais importante competição de clubes europeia e uma das mais importante a nível mundial, a Liga dos Campeões. O Real Madrid, actual campeão europeu, procura defender o seu título sendo um natural favorito à conquista da Liga dos Campeões. Outras equipas que correm ao lado dos Merengues, com igual ambição na conquista desta competição são o Barcelona e o Bayern de Munique. Ainda podemos considerar algumas equipas, as chamadas de outsiders como: Manchester City, Juventus, Dortmund e Atlético de Madrid que certamente querem ter uma palavra a dizer nesta competição. Este ano teremos a partipação de três equipas portuguesas na Fase de Grupos da Liga dos Campeões. Sport Lisboa e Benfica, actual campeão nacional. Sporting Clube de Portugal e Futebol Clube do Porto.

O SL Benfica encontra-se no Grupo B com: Napóles (Itália), Dinamo Kiev (Ucrânia) e Besiktas (Turquia). O SL Benfica é a primeira equipa portuguesa a estrear-se nesta edição da Champions League, e quer voltar a fazer um excelente trajecto, à semelhança do que fez na época passada. Recebe esta terça-feira no Estádio da Luz o Besiktas. Jonas, Jimenez, Mitroglou e Rafa são baixas confirmadas no ataque dos ‘encarnados’. O Besiktas começou o seu campeonato da melhor forma, com 2 vitórias e 1 empate, estando em 3º lugar apenas a 2 pontos do 1º classificado. A equipa turca conta com jogadores como Ricardo Quaresma, Aboubakar ou Talisca, todos jogadores bem conhecidos em Portugal. Apesar de existirem baixas de peso, o Benfica é favorito e apesar de ser um jogo complicado, irá tentar tirar partido do factor casa para levar de vencido a equipa turca.

O Sporting tem um grupo muito difícil Fonte: Sporting CP

O Sporting tem um grupo muito difícil
Fonte: Sporting CP

O Sporting CP encontra-se no Grupo F com: Real Madrid (Espanha), Borussia Dortmund (Alemanha) e Legia Varsovia (Polónia). Após o fracasso do clube de Alvalade na época transata, ao ser eliminado no play-off de acesso à fase de grupos pelo CSKA Moscovo, este ano, a equipa de Jorge Jesus quer fazer melhor figura num grupo que muitos chamam de grupo da morte. Os leões estreiam-se na quarta-feira, na casa do actual campeão europeu, o Real Madrid. Os merengues contam com 3 jogos no campeonato e 3 vitórias, estando isolados no primeiro lugar. Cristiano Ronaldo que já se encontra recuperado da lesão que sofreu no final do Europeu em França, deverá ser titular. O Sporting CP que tem um plantel, face à epoca transata, com mais qualidade e mais experiência, quer surpreender no Barnabeu. Jorge Jesus deverá alterar o sistema táctico para 4-3-3 de forma a garantir maior presença no meio-campo e fechar os caminhos da sua baliza.

Anterior1 de 2Próximo
tiago-macedo-silva
Desde que se lembra que tem uma enorme paixão pelo futebol e gosta de desporto em geral. É Sagitário mas ama o Leão e o Sporting Clube de Portugal. Lá fora, nutre um carinho especial por Dortmund, Liverpool e Barcelona. Tem uma boa relação com a escrita e tem a ambição de ser licenciado em jornalismo. Também quer ser treinador de futebol mas os únicos 'bitaites' futebolísticos que tem sem ser na escrita e nas 'peladinhas' com os amigos, é no Football Manager e no FIFA.                                                                                                                                                 O Tiago escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Comentários

Por Tiago Silva Setembro 13, 2016, em Liga dos Campeões

Figura e Fora-de-Jogo da Semana

24/04/2017

André Conde

Diretor

Vítor Oliveira

Mais uma época, mais uma subida. Começa a ser quase uma certeza: equipa que o Vítor Oliveira treina acaba por subir. Fantástica campanha do Portimonense na Segunda Liga.

Nuno Espírito Santo

O jogo com o CD Feirense (0-0) demonstra o que tem sido o FC Porto nesta época. Sem estaleca na altura certa, acusa a pressão quando é preciso ganhar. Uma equipa sem ideias e Nuno é o principal culpado.