Heracles 1-1 FC Arouca: Milagre de São Bracali

Por Pedro Machado Julho 29, 2016, em Clubes Portugueses

Heracles 1-1 FC Arouca: Milagre de São Bracali

liga europa

AROUCA FC

Um resultado positivo para o Arouca FC na estreia na Liga Europa Fonte: Heracles

Um resultado positivo para o Arouca FC na estreia na Liga Europa
Fonte: Heracles

A entrada do emblema arouquense no Polman Stadio deve ter enchido a família Pinho de alegria, pelo projecto de vida ganhar asas e voar alto, rumo à elite do futebol. O Arouca está na Liga Europa, e a sua direcção tem uma fatia de leão num feito histórico do futebol português.

Talvez pelo simbolismo da ocasião, os 10 jogadores de campo da formação orientada por Lito Vidigal entraram  com algum nervosismo. O guarda-redes, porém, estava inspirado e evitou males maiores quando surgiu a primeira investida holandesa, logo aos 2 minutos.

Uma situação que não acalmou os jogadores, sem discernimento para assentar jogo e manter a bola em sua posse, deixando o adversário tomar conta do jogo fruto da enorme pressão ofensiva que foi inflingindo. Até ao intervalo, só Bracalli esteve à altura, evitando, com uma defesa espantosa, o golo do Hercales. O 0-0, no fim dos primeiros 45 minutos era lisonjeiro.

Na segunda parte, nada de novo. O Arouca voltou a mostrar-se demasiado passivo na hora de pegar no jogo e talvez por isso Lito Vidigal tenha retirado Artur para fazer entrar Nuno Valente, que trouxe acutilância ao ataque. Porém, três minutos depois da substituição… o golo do Heracles. Um golpe duro na estratégia de Lito e dos jogadores, que não se conseguiram compôr durante o choque, sobrevivendo apenas pelas mãos milagrosas do seu guarda-redes, que evitou quatro golos feitos e foi mantendo o Arouca na eliminatória.

A pouco e pouco a equipa foi aproveitando alguma quebra física do seu adversário para se estender no jogo, ainda que a construção não fosse consistente o suficiente para se fazer adivinhar um golo… porém, ele chegou. Gegé ganhou a linha, cruzou para a àrea, beneficiou de um desvio e a bola entrou na baliza do Heracles. Um golo que pareceu caído, aos trambolhões, do céu. Foi a oportunidade mais perigosa do Arouca, que valeu um empate precioso. Porém, é preciso mostrar muito mais agressividade na segunda mão. O piso sintético serve de atenuante, mas não justifica uma exibição apagadíssima dos comandados de Lito Vidigal.

Notas aos jogadores:

Bracali – 9

Gegé – 6

Jubal – 5

Hugo Basto – 4

Nelsinho – 5

Adilson – 5

Nuno Coelho – 5

Artur – 4

Zequinha – 5

Mateus – 5

Walter Gonzalez – 6

Nuno Valente – 6

André Santos – 5

Rafael Crivellaro – 5

pedro-machado

Pedro Machado

Enquanto a França se sagrava campeã do mundo de futebol em casa, o pequeno Pedro já devorava as letras dos jornais desportivos nacionais, começando a nascer dentro dele duas paixões - o futebol e a escrita - que ainda não cessaram de crescer.                                                                                                                                                 O Pedro não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Comentários

Pages: 1 2 3 4

Por Pedro Machado Julho 29, 2016, em Clubes Portugueses

Figura e Fora-de-Jogo da Semana

22/03/2017

Joana Libertador

Redatora

AS Mónaco

Além do notável campeonato que tem vindo a realizar, a equipa de Leonardo Jardim conseguiu a reviravolta na segunda mão, no jogo da Liga dos Campeões contra o Manchester City, quando vinha de uma derrota por 5-3.

FC Porto

Com a possibilidade de passar para a liderança do campeonato, já sabendo o resultado do seu principal adversário deixou escapar o primeiro lugar ao empatar em casa com o Vitória FC.