Girabola: D’agosto voltou a ser primeiro e Petro vence Taça

Por Guilherme Costa Novembro 13, 2017, em Resto do Mundo

Girabola: D’agosto voltou a ser primeiro e Petro vence Taça

Cabeçalho Futebol InternacionalApós a realização da final da Taça, a época futebolística de 2017 em Angola chegou ao fim. Com o término das competições oficiais, é tempo de fazer um balanço geral às principais ocorrências que marcaram o futebol angolano durante estes dez meses. À primeira vista, pode-se concluir que foi uma época bastante emotiva para todos os adeptos, mas nas duas principais provas (Campeonato e Taça), a disputa pelos troféus ficou restringida aos dois maiores rivais da capital angolana: 1.º de Agosto e Petro de Luanda.

Começando pelo Girabola, a equipa d’Os Militares foi mais forte que a restante concorrência e conseguiu alcançar o bicampeonato, feito que já ocorria desde 1999. O clube treinado por Dragan Jovic (que entretanto anunciou que vai abandonar o comando técnico, devido a problemas de saúde) conquistou o campeonato na penúltima jornada, o que demonstra de facto que foi uma luta intensa até à reta final da prova com o Petro de Luanda, equipa que até chegou a estar no topo da tabela nas últimas jornadas, mas a derrota fora por 2-0 frente ao Desportivo da Huíla na 26.ª jornada, acabaria por ditar a perda da liderança na altura e provou ser um resultado que prejudicou as aspirações do clube petrolífero em ganhar o campeonato angolano e terminar com o jejum de 8 anos sem conquistar o Girabola.

Ao contrário do D’Agosto e Petro, que fizeram prevalecer ao longo do campeonato o estatuto de “Favorito” a conquistar o título, os outros dois habituais candidatos desiludiram esta edição: Kabuscorp e Rec. Libolo não conseguiram acompanhar o ritmo dos outros dois candidatos, e terminaram no 4.º e 5.º lugares respetivamente, atrás da “Equipa-Revelação” da edição de 2017: o Sagrada Esperança – comandados pelo turco Ekrem Asma, a equipa do Dundo surpreendeu tudo e todos ao terminar no top-3 da classificação final. Quanto à despromoção, o Santa Rita de Cássia e ASA não conseguiram os pontos suficientes para se manterem no Girabola e despediram-se assim da principal divisão angolana.

Petro de Luanda e 1.º de Agosto estiveram na disputa até final pelo Girabola e Taça Fonte: Facebook do Girabola Zap

Petro de Luanda e 1.º de Agosto estiveram na disputa até final pelo Girabola e Taça
Fonte: Facebook do Girabola Zap

Quanto à Taça de Angola, o troféu voltou a ser discutido por 1.º de Agosto e Petro de Luanda, embora com um desfecho totalmente diferente. Num jogo realizado no passado dia 11 de Novembro (dia da Independência Angolana), o Petro foi mais forte e conquistou a 11ª Taça de Angola, impedindo assim o seu rival de celebrar a dobradinha.

Em conclusão, a época de 2017 foi bastante entretida e interessante de ser acompanhada, sendo que houve de tudo um pouco: golaços, fintas, tristezas e, sobretudo, muita festa, que carateriza muito bem como é vivido o Desporto Rei pelos adeptos angolanos. Agora é tempo de recarregar energias para a próxima época, que certamente será igual ou melhor que esta, o que se espera que se confirme.

Até fevereiro de 2018 então!

 

Foto de Capa: Wikipedia

guilherme-costa
O Guilherme é estudante da área de Gestão. É um amante de qualquer modalidade desportiva, embora seja o futebol que o faz vibrar mais intensamente. É adepto desde que nasceu do nasceu do Sport Lisboa e Benfica, clube que o faz ficar feliz quando ganha ou com insónias quando perde. Gosta bastante de rir e de fazer rir as pessoas que o rodeiam, daí acompanhar com bastante regularidade tudo o que envolve o humor.                                                                                                                                                 O Guilherme escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Comentários

Por Guilherme Costa Novembro 13, 2017, em Resto do Mundo

Figura e Fora-de-Jogo da Semana

13/11/2017

Jorge Faria de Sousa

Redator

Eric Dier

O defesa inglês é hoje uma das estrelas do futebol britânico e estreou-se enquanto capitão da seleção inglesa no passado fim de semana.

Presidente Câmara Oliveira do Hospital

Criticou a FPF, alegando que o distrito de Coimbra foi esquecido nestes jogos particulares. Espera-se que no futuro próximo, a FPF possa levar o futebol solidário ao distrito de Coimbra.