Jogador Enigma (solução) #3

Por Pedro Fernandez da Silva Julho 12, 2017, em Jogador Enigma

Jogador Enigma (solução) #3

Cabeçalho Futebol Internacional

 

1) Começou e acabou a carreria no mesmo clube do seu país de origem. Pelo meio jogou em 5 ligas europeias, tendo sido campeão em 3 delas;

Começou e acabou no River Plate.

Espanha – Barcelona, Sevilha, Real Madrid (Campeão) e Málaga

França – Mónaco

Portugal – Benfica (Campeão)

Grécia – Olympiacos (Campeão)

Itália – Hellas Verona

 

2) Após ter representado um clube em 4 épocas não consecutivas sem ser campeão, haveria de assinar pelo eterno rival conquistando o título de campeão logo na primeira temporada;

Barcelona (01/02 | 02/03 | 03/04 |06/07)

Real Madrid (07/08 (Campeão ) | 08/09)

 

3) Conquistou uma Taça Uefa tendo bisado contra uma equipa portuguesa nessa edição da prova;

Bisou na vitória por 3-1 frente ao Vitória Guimaraes na fase de grupos

 

4) Marcou o seu último golo oficial a jogar ao lado de um antigo Bota de Ouro.Nesse encontro também actuou Maurício Pinilla, antigo avançado do Sporting;

Golo no Hellas Verona 1-0 Atalanta. Fez dupla na frente de ataque com Luca Toni (Bota de Ouro em 05/06)

 

5) Jogou com Abidal, Quaresma e Roque Santa Cruz;

Abidal – Olympiacos 15/16 (15 minutos num jogo)

 

Roque Santa Cruz – Málaga 12/13

Quaresma – Barcelona 03/04

Foto de Capa: UEFA

Pedro Fernandez
Futebol, Futebol e Futebol. Quando está perto de um relvado a Gestão e a Engenharia ficam para segundo plano e é como Treinador que materializa a sua grande paixão. Com passagem em vários clubes e diversos escalões, é um amante da liderança, da táctica e do treino.                                                                                                                                                 O Pedro não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.
Pedro Fernandez

Últimos Artigos por Pedro Fernandez da Silva (ver todos)

Comentários

Por Pedro Fernandez da Silva Julho 12, 2017, em Jogador Enigma

Figura e Fora-de-Jogo da Semana

18/07/2017

Pedro Machado

Editor

Roger Federer

Aos 35 anos (!) tornou-se no tenista com mais títulos em Wimbledon (8) depois de impor a classe que lhe é reconhecida sobre um Marin Cilic impotente para o travar.

Defesa do SL Benfica

Ainda é cedo para se decretar desastres, mas a goleada do Young Boys (5-1) aos encarnados mostrou quão vulnerável está a sua defesa. Corredor central e lateral direita precisam de uma força extra