Boston Celtics: e agora?

Por Joana Libertador Maio 18, 2017, em NBA

Boston Celtics: e agora?

Cabeçalho modalidadesDepois de um primeiro lugar na Conferência Oeste e uns playoffs sofridos, os Boston Celtics chegam à final da conferência onde irão defrontar os, até agora imbatíveis, Cleveland Cavaliers. Isahia e companhia deixaram para trás Chicago Bulls e Washington Wizards, mas, para tal, tiveram de realizar 13 jogos. Já LeBron e amigos venceram Atlanta Hawks e Toronto Raptors num total de oito jogos. Vendo os números desta forma, os Cavaliers parecem favoritíssimos para ganharem a final da conferência e, consequentemente, chegarem a mais uma final.

A temporada regular dos Celtics foi um tanto espetacular e, se há equipa no Este capaz de dar problemas aos campeões é esta. Brad Stevens liderou a equipa e levou-a a superar todas as expectativas e previsões. Com Isahia Thomas na frente, tudo parece ficar mais fácil, mas será isto suficiente para parar os Cavaliers?

Em Cleaveland houve mais que tempo para preparar a final da conferência.  Passaram dez dias desde o último jogo dos Cavaliers, o que é favorável à equipa, visto que os Boston mal tempo tiveram para respirar desde que a temporada regular terminou. Os Cavs, parecem ser imbatíveis e não há apenas um jogador que chame a atenção e cause problemas. Para além de LeBron James, que é inevitavelmente o perigo mais talentoso da equipa, os Boston terão de se preocupar ainda com Irving e Kevin Love.

Fonte: sbnation.com

Fonte: sbnation.com

De pouco servirá o ataque rápido dos homens de Brad Stevens, se a sua defesa não aguentar a pressão das estrelas campeãs. Pessoalmente, creio que os Celtics darão trabalho aos Cavs, no entanto, as probabilidades de lhes vencerem quatro jogos, são baixas.

Cavaliers em cinco é a minha aposta. Acredito que será a equipa de Boston a primeira a derrotar os campeões – nem que seja num jogo só. Na máxima força e com uma pitada de sorte à mistura, Celtics ainda poderão sonhar (mas apenas isso: sonhar).

Foto de capa: theplayoffs.com.br

Artigo revisto por: Francisca Carvalho

joana-libertador
Tem a vaidade, o orgulho, a genica, a chama imensa. Para além da paixão incontrolável pelo Benfica, tem um carinho especial pelas equipas que vestem vermelho e branco. Menos na NBA. Aí sofre por aqueles que vestem branco, ou azul, ou amarelo, ou preto... depende do dia - os GS Warriors.                                                                                                                                                 A Joana escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.
joana-libertador

Últimos Artigos por Joana Libertador (ver todos)

Comentários

Por Joana Libertador Maio 18, 2017, em NBA

Figura e Fora-de-Jogo da Semana

18/07/2017

Pedro Machado

Editor

Roger Federer

Aos 35 anos (!) tornou-se no tenista com mais títulos em Wimbledon (8) depois de impor a classe que lhe é reconhecida sobre um Marin Cilic impotente para o travar.

Defesa do SL Benfica

Ainda é cedo para se decretar desastres, mas a goleada do Young Boys (5-1) aos encarnados mostrou quão vulnerável está a sua defesa. Corredor central e lateral direita precisam de uma força extra