WRC anima o norte

Por Rodrigo Fernandes Maio 17, 2017, em Desportos Motorizados

WRC anima o norte

Cabeçalho modalidadesO Rali de Portugal está mesmo à porta na sua edição 50. A prova rainha do desporto automóvel no nosso país disputa-se novamente no norte e tem muitos motivos de interesse, ou não fosse este o melhor WRC dos últimos largos anos.

Este será o terceiro rali de terra da temporada, mas o primeiro na Europa e talvez o mais fácil para os carros, apesar de fácil não ter nada. Esta será a prova com mais WRC de 2017, num total de 14, com o destaque a ser a estreia do terceiro Yaris WRC, que será conduzido por Esapekka Lappi.

A luta espera-se muito intensa, mas existem dois nomes que merecem um maior relevo na consideração para a vitória. Falo de Thierry Neuville e de Sébastien Ogier. O piloto belga vem de duas vitórias seguidas e já podia ter quatro vitórias em cinco ralis esta temporada, não fossem excessos e azares nas duas primeiras provas da temporada. Já Ogier tem de ser destacado por já ter vencido o rali por quatro vezes, por ser o campeão do mundo e por ser o líder do campeonato. É verdade que o francês nunca venceu no norte, mas que ninguém duvide da sua capacidade de vencer.

Os dois últimos vencedores da prova, Kris Meeke em 2016 e Jari-Matti Latvala em 2015, são bons nomes a reter também. Meeke já venceu na terra este ano, mas não sei até que ponto poderá repetir a vitória em Portugal. Já Latvala poderia lutar pela vitória mas não acredito muito no Yaris ainda. O Toyota tem bom potencial, mas ainda está a pagar o ano de estreia da equipa, o que é natural, no entanto aponto para um melhor resultado do finlandês do que do britânico.

São esperadas milhares de pessoas para assistir à prova Fonte: Rali de Portugal

São esperadas milhares de pessoas para assistir à prova
Fonte: Rali de Portugal

Estou muito curioso para ver o que poderão fazer os outros homens da M-Sport, que tão boa conta deram de si na Argentina. Não acredito que nenhum deles vença, apesar de gostar que tal acontecesse, principalmente por parte de Ott Tanak.

Quanto a portugueses, o único que está mesmo envolvido no mundial é Miguel Campos. O ex campeão nacional de ralis vai pilotar um Skoda Fabia R5 e inscreveu-se no WRC2. Com isto o piloto que completa 25 anos de carreira parte à frente dos restantes portugueses, que fecham a lista de inscritos, mais uma vez. É uma grande vantagem para Campos na luta pelo objetivo de melhor português.

Quem, tal como eu, não tiver oportunidade de se deslocar ao norte pode acompanhar a prova na RTP (transmissão em todos os dias de prova num total de seis especiais em 19) e em várias rádios locais.

Quanto às previsões, vou apostar num pódio com Neuville, Ogier e Latvala, apesar de não estar certo da qualidade do carro japonês na terra. Mais do que acertar nestas apostas tenho interesse em ver um bom espetáculo e sinceramente acho que o vamos ter, quer no WRC quer no WRC2.

Foto de Capa: Rali da Argentina

rodrigo fernandes
Há 23 anos que o Rodrigo adora desporto. Este sportinguista vai trazer-nos as novidades sobre os desportos motorizados nacionais e internacionais. E sempre em alta velocidade!                                                                                                                                                 O Rodrigo escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.
rodrigo fernandes

Últimos Artigos por Rodrigo Fernandes (ver todos)

Comentários

Por Rodrigo Fernandes Maio 17, 2017, em Desportos Motorizados

Figura e Fora-de-Jogo da Semana

24/05/2017

Vasco Moreira

Redator

Pepa

Provou que o bom futebol é o caminho. Com uma proposta de jogo muito positiva alcançou a manutenção do Tondela quando já poucos acreditavam.

Arouca FC

Não acautelaram devidamente a saída de Lito Vidigal, muito menos a de Manuel Machado, subestimaram os adversários e acabaram despromovidos, numa época em que disputaram a Liga Europa.