Arrancou a preparação para Liubliana 2018

Por Eduardo Nunes Setembro 14, 2017, em Futsal

Arrancou a preparação para Liubliana 2018

Cabeçalho modalidades

A seleção nacional esteve concentrada durante estes últimos dias em Rio Maior, com vista a preparar os jogos amigáveis contra as formações da Rússia (dois jogos, ambos jogados em solo russo) e Eslovénia (também este jogo disputado fora de portas, mais concretamente no pavilhão onde se joga o Europeu 2018). Estes três jogos particulares têm como principal objetivo preparar a equipa para o campeonato europeu que se avizinha, ou seja, treinar e aplicar os ensinamentos do treinador em situações de jogo, perante adversários fortes e com os quais a equipa nacional se pode debater em fases adiantadas da competição.

Neste estágio, o treinador Jorge Braz parece ter ficado satisfeito com o empenho demonstrado por todos os selecionados, algo que lhe permite então alargar o leque de escolhas, sem baixar minimamente o nível de competitividade no seio do grupo de escolhas finais. O objetivo é claro e aliás o selecionador já deixou bem explícito, que é o Europeu, disputado de 30 de Janeiro a 10 de Fevereiro na Arena Stozice, em Liubliana.

Como eu já frisei em artigos anteriores, penso que é fundamental preparar estas competições contra equipas de topo europeu, pois é assim que os jogadores podem corrigir pequenos erros naturais na fase de preparação, com o objetivo de não os repetir quando os jogos contarem e forem a sério.

Portugal é uma das equipas já apuradas para o Europeu 2018, a realizar na Eslovénia Fonte: FPF/Diogo Pinto

Portugal é uma das equipas já apuradas para o Europeu 2018, a realizar na Eslovénia
Fonte: FPF/Diogo Pinto

Desta maneira é que se pode aferir se a preparação está efetivamente a correr bem e se os jogadores estão a ser capazes de assimilar as ideias do comandante, pois não é contra equipas fracas e a golear que se percebe o que está a ser bem trabalhado e o que não foi tão bem preparado, sendo que logo após esse jogo esses aspetos deverão ser alvo de análise e de trabalho árduo a partir do dia seguinte ao jogo em questão.

Apesar do que eu escrevi antes, penso que a melhor forma de planear estes encontros de cariz particular é alternando entre os jogos mais exigentes e aqueles que são teoricamente menos complicados, que também são importantes para dar um extra de confiança aos nossos jogadores, até porque o excesso de partidas que exijam muito do físico dos jogadores podem levar a um menor fulgor na altura que realmente importa. Neste particular, há que dar os parabéns a toda a FPF pelo bom trabalho realizado, em particular no futsal.

No futebol de 11 já valeu um título internacional de relevo, esperemos para ver se na modalidade que amamos a história será igual.

Foto de Capa:FPF/Diogo Pinto

 

 

eduardo nunes
Estuda economia em Coimbra, mas não deixa de prestar especial atenção ao que se passa no universo do desporto. O desporto preferido é Ténis, mas não perde uma oportunidade de acompanhar a Académica e o Benfica nas mais variadas modalidades.                                                                                                                                                 O Eduardo escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Comentários

Por Eduardo Nunes Setembro 14, 2017, em Futsal

Figura e Fora-de-Jogo da Semana

17/09/2017

João Neves

Redator

Pep Guardiola

O técnico espanhol está a deslumbrar na Premier League com uma equipa recheada de estrelas. Esta semana atropelou o Watford de Marco Silva por 6-0 e é um dos favoritos a levantar o titulo no final da época.

Bruno Varela

As razões são óbvias com o segundo golo sofrido, no Bessa, a deitar fora 3 pontos importantes. Precisa ainda muito de crescer para ganhar a titularidade no Benfica.