Um diamante para o futuro – Entrevista Tiago Fernandes

Por Ana Cristina Silvério Julho 17, 2017, em Entrevista BnR

Um diamante para o futuro – Entrevista Tiago Fernandes

Anterior1 de 2Próximo

Cabeçalho modalidades

Começou no futebol, mas um treino bastou para mudar de ideias: no clube de Belém desde que começou a praticar rugby, Tiago Fernandes, aos 20 anos, é já um possante ponta, com presenças regulares na Selecção Nacional de XV e Sevens, para além da equipa principal d’Os Belenenses.

Bola na Rede (BnR): Quando, e de que forma, entrou o rugby na sua vida?

Tiago Fernandes (TF): O rugby entrou na minha vida aos 15 anos. Dos 6 aos 15 anos pratiquei futebol nas escolinhas do Rui Águas e do Sporting, tendo aos 9 anos mudado para o Clube de Futebol Os Belenenses, clube no qual pratico rugby hoje em dia. Posso dizer que foram momentos muito bem passados em que fiz grandes amizades e pude competir de forma federada durante muitos anos enquanto atleta de futebol porém, em meados de 2012, percebi que tinha melhores aptidões para o rugby. Ao entrar para a Escola Secundária do Restelo grande parte dos meus amigos praticava rugby n’Os Belenenses e, como muitas das vezes treinávamos a horas idênticas, íamos todos juntos desde a escola até ao estádio, até que um dia, quando já tinha terminado a época de futebol, perguntaram-me se tinha interesse em fazer um treino. Esse treino correu-me tão bem que fiquei entusiasmado em voltar novamente, pois tinha encontrado o desporto ideal para as minhas características.

BnR: Como analisa o nível do rugby português?

TF: O rugby em Portugal encontra-se, infelizmente, numa fase mais negativa em termos de resultados, tanto na variante de XV como na de 7′s. A meu ver, o rugby a nível internacional evoluiu bastante nos últimos anos e ainda não fomos capazes de atingir o grande desenvolvimento da modalidade de países como a Espanha, Rússia e Alemanha que neste momento são os nossos principais rivais.

BnR: Como foi a estreia com a camisola da Selecção Nacional?

TF: Ambas as estreias, tanto em XV como em sevens, foram momentos muito especiais que recordo como se tivesse sido ontem. A estreia na variante de sevens foi em Glasgow (World Sevens Series), contra a Escócia num jogo que perdemos no último minuto, mas foi uma experiência fascinante pois pude competir contra grandes seleções e contra jogadores que sempre vi na televisão. Relativamente à estreia no XV, esta ocorreu em Amesterdão, num jogo bastante importante para garantirmos o 1º lugar e jogar o play-off de subida de divisão, onde acabámos por ganhar à seleção da Holanda.

Com apenas 20 anos, Tiago Fernandes pode gabar-se de competir entre os melhores jogadores do mundo Fonte: The Ministry of Rugby

Com apenas 20 anos, Tiago Fernandes pode gabar-se de competir entre os melhores jogadores do mundo
Fonte: The Ministry of Rugby

BnR: Jogar rugby num clube estrangeiro passa pelas suas ambições? Quais seriam as condições para acontecer?

TF: Sim, qualquer jogador de rugby sonha em jogar em grandes campeonatos, tanto europeus, mais concretamente em França ou Inglaterra, como também em países do Hemisfério Sul, como a Nova Zelândia, Austrália ou África do Sul. Por outro lado, sendo o rugby um desporto amador em Portugal, tive que me focar também no percurso académico, neste caso no curso de Gestão, mas jogar no estrangeiro é algo que certamente gostaria de experimentar após terminar o curso.

BnR: O que ambiciona conquistar com a camisola d’Os Belenenses? E da Selecção Nacional?

TF: Gostaria de ser campeão nacional pel’Os Belenenses, claro. Na época que passou (2016/2017), melhorámos bastante face aos últimos anos e temos uma equipa com jogadores de grande qualidade, muitos deles internacionais de XV, sevens e escalões inferiores, portanto é algo que poderemos ambicionar nos próximos anos.
Relativamente às minhas ambições na Seleção Nacional, começam por conseguir regressar ao Circuito Mundial de Sevens (World Sevens Series) e também contribuir para a subida de divisão da seleção de XV.

Anterior1 de 2Próximo
Ana Cristina Silvério
A Ana Cristina é uma apaixonada pelo mundo do desporto. Do futebol ao Rugby, passando pelo ténis e pelo surf, gosta de assistir a quase todo o tipo de desportos, mas confessa que lhe dá um prazer especial quando os atletas envergam um leão rampante na camisola.                                                                                                                                                 A Ana não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.
Ana Cristina Silvério

Últimos Artigos por Ana Cristina Silvério (ver todos)

Comentários

Por Ana Cristina Silvério Julho 17, 2017, em Entrevista BnR

Figura e Fora-de-Jogo da Semana

18/07/2017

Pedro Machado

Editor

Roger Federer

Aos 35 anos (!) tornou-se no tenista com mais títulos em Wimbledon (8) depois de impor a classe que lhe é reconhecida sobre um Marin Cilic impotente para o travar.

Defesa do SL Benfica

Ainda é cedo para se decretar desastres, mas a goleada do Young Boys (5-1) aos encarnados mostrou quão vulnerável está a sua defesa. Corredor central e lateral direita precisam de uma força extra