A temida palavra “lesão”

Por João Neves Março 27, 2017, em SL Benfica

A temida palavra “lesão”

sl benfica cabeçalho 1

E é isto, a poucos dias de um clássico importantíssimo, a seleção portuguesa joga um amigável em território madeirense com jogadores que vão ser certamente protagonistas da próxima jornada nacional. Fernando Santos, engenheiro Fernando Santos, carrega nas suas costas uma pressão dos adeptos dos dois líderes nacionais, para a não utilização dos jogadores dos tais clubes.

Se do lado do FC Porto, nada me preocupa. Do lado do Benfica, a conversa é outra. Pizzi, Nelson Semedo e Eliseu vão voar com a seleção para a Madeira e há uma forte possibilidade de representarem as cores nacionais. Enquanto que o médio, camisola 17 na seleção, jogou apenas 5 minutos do encontro frente ao colectivo da Hungria, Semedo e Eliseu não chegaram a entrar pra dentro das 4 linhas da Catedral.

Estes 3 jogadores deverão ser titulares no encontro frente ao vice-líder do campeonato e  uma lesão neste momento seria um pesadelo.

Semedo está numa forma incrível, com números impressionantes, tem sido um dos mais utilizados da presente época. Classe no jogo ofensivo e cada vez mais completo nas zonas recusas do relvado, a única alternativa em caso de lesão seria André Almeida.

O camisola 50 está nos convocados a par de Cancelo e Cédric e portanto há alguma possibilidade de, tal como os dois nomes referidos, entrar na ficha de jogo. E porquê? Porque Fernando Santos aposta na juventude e conta com a possibilidade de fazer mais de 3 substituições. O jovem lateral vai ser certamente um nome a esperar que entre no clássico e não terá tarefa fácil pela frente.

Pizzi é um dos jogadores imprescindíveis para Rui Vitória Fonte: SL Benfica

Pizzi é um dos jogadores imprescindíveis para Rui Vitória
Fonte: SL Benfica

Brahimi está a crescer jogo após jogo e Semedo irá ter trabalho bastante dificultado. A par dos restantes 2 benfiquistas na seleção, gosto da qualidade individual e colectiva do Nelson. A forte química com os colegas de equipa, sejam alas ou mesmos jogadores do corredor central do meio campo, deixam-me bastante tranquilo para o jogo que se aproxima.

Eliseu, ninguém te quer mas continuas a mostrar trabalho suficiente. Quando Grimaldo “desapareceu”, surgiu o Almeida mas rapidamente a nação encarnada entendeu que era preciso mais experiência no lado esquerdo da defesa. Como referi, Eliseu não jogou no último encontro da seleção pois Guerreiro é sempre uma aposta mais confiante na luta pelo lugar.

Amanhã, o açoriano pode vir a ser utilizado e assista-me o risco de lesão. O Porto tem apostado em jogar sem um puro extremo direito mas Corona sempre que entra faz estragos devastadores. O experiente esquerdino conta com a concorrência do já referido camisola 34, e do brasileiro nunca utilizado Hermes.

Entre os 3, não haja dúvidas que o clássico precisa de Eliseu ao lado dos restantes colegas de campo.Numa altura em que está numa excelente forma, e com um Porto com a possibilidade de jogar sem ala ofensivo direito, o campeão europeu pode muitas vezes surgir em zonas ofensivas e a dar bastante uso ao forte pé esquerdo: seja a rematar as redes de Casillas ou seja a cruzar tenso como o caracteriza.

Por fim, talvez o caso mais delicado dos 3 jogadores. Pizzi fugiu o amarelo em Paços de Ferreira, mostrou-se disponível para o clássico do próximo fim de semana, e agora uma lesão seria morrer na praia. O médio ofensivo tem sido motor das jogadas de ataque dos encarnados. Rápido e eficaz no transporte de bola defesa ataque, é também o segundo melhor marcador da equipa de Rui Vitória.

O aspecto que pode ser determinante para o encontro frente ao Porto é a sua visão de jogo. O que quero dizer com isto? Há um Benfica com Pizzi e há outro Benfica sem Pizzi. O camisola 21 apresenta-se como motor do meio campo e principal jogador que desloca ou transporta a bola para os alas encarnados. Num meio campo que deverá ser composto por Oliver Torres e Danilo, Pizzi tem que aproveitar o grande espaço que o espanhol deixa do tronco português. A dupla azul e branca joga muito afastada um do outro e é um aspecto a ser aproveitado pelo atleta da luz.

Analisando assim  3 casos que deverão ter cuidado no jogo da seleção, espero claramente que estejam no máximo das condições para o jogo mais decisivo da jornada. O Benfica não pode fraquejar em casa e terá que silenciar um FC Porto que está a crescer encontro após encontro. Do lado de Fernando Santos, tenha cuidado com os nossos meninos! Do lado de Rui Vitória, carrega Benfica!

Foto de Capa: SL Benfica

joao-neves
O João é benfiquista desde que se lembra. Nascido e criado em Aveiro, com uma experiência de cinco anos de vida em Moçambique, vive em Lisboa desde Agosto de 2015. A acompanhar os jogos do Benfica desde sempre e sem falhar a presença no Estádio da Luz pelo menos uma vez por ano, desde sempre que escreve textos pessoais acerca do Benfica e sobre o futebol em geral. Com coragem para defender e criticar o clube da Luz sempre que for preciso, tem mais interesse pela arte do futebol praticado do que pelas polémicas ou aspectos que mancham o desporto rei.                                                                                                                                                 O João escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.
joao-neves

Últimos Artigos por João Neves (ver todos)

Comentários

Por João Neves Março 27, 2017, em SL Benfica

Figura e Fora-de-Jogo da Semana

19/11/2017

Francisco Sampaio

Redator

Francisca Jorge e Miguel Oliveira

A tenista de 17 anos tornou-se campeã nacional absoluta na vertente de singulares e de pares; o motociclista, aos 22 anos, venceu as últimas três provas do Mundial de Moto 2.

Seleção Italiana

60 anos depois a Itália está fora de um Campeonato Mundial de Futebol. Gian Piero Ventura tomou opções duvidosas e foi afastado do cargo de selecionador. O mundo do futebol chorou com Gianluigi Buffon.