Benfica 4-0 Arouca: Só foi fácil depois do primeiro

Por André Conde Outubro 5, 2014, em Primeira Liga Portuguesa

Benfica 4-0 Arouca: Só foi fácil depois do primeiro

cabeçalho benfica

Depois da má exibição na Alemanha, o Benfica procurava a redenção na sua casa frente ao Arouca. Mesmo sabendo que iria continuar líder no final da jornada, o campeão procurava beneficiar de uma possível perda de pontos entre FC Porto e Sporting de Braga, equipas que estavam atrás na classificação e que jogavam entre si. Jorge Jesus tirou Jardel e deu a estreia a Lisandro no centro da defesa.

Do outro lado estava um Arouca que está a ter um início de campeonato calmo e que demonstrou isso mesmo na Luz. A equipa de Pedro Emanuel deu muitas dores de cabeça ao Benfica na primeira parte. Sempre com a baliza de Artur em vista, a equipa nortenha colocou por várias vezes o guardião brasileiro à prova. De facto tinha sido uma entrada má por parte do Benfica, que também teve as suas oportunidades mas que demonstrou sempre um vazio de ideias. Samaris era o espelho da equipa, mau com bola e sem ela e demasiado faltoso. Ao intervalo, o resultado ajustava-se ao jogo. Duas equipas que procuraram o golo, mas um Benfica surpreendido pela boa entrada do Arouca e que teve em Artur o melhor jogador em campo até ao momento. Jesus teve de mexer ainda antes do intervalo, ao colocar Jonas (a estreia pelo Benfica) na vez de Lima, que se lesionou. O espanhol entrou e arrancou aplausos ao fazer um cabrito. Ao intervalo, Gaitan saiu para o lugar de Ola John, uma das armas secretas de JJ para o campeonato quando o jogo não corre bem, à imagem do que já tinha acontecido contra o Moreirense.

O jogo mudou. O Benfica teve ainda mais bola, quis arriscar, e o Arouca estrategicamente baixou as linhas, adivinhando uma maior pressão dos encarnados. Mas mesmo com o Benfica a ter o controlo do jogo, faltava sempre algo mais, as oportunidades não apareciam como a bancada queria. Mesmo quando o Benfica era mais perigoso, estava lá o poste para impedir o golo. Mas estava lá mais uma vez um brasileiro que tem vindo a destacar-se no Benfica e que mais uma vez desbloqueou o jogo. Falo de Talisca, que, numa tabela com Derley, abriu o marcador aos 75 minutos.

Talisca está a melhorar Fonte: Carlos Alberto Costa/ Zerozero

Talisca está a melhorar
Fonte: Carlos Alberto Costa/ Zerozero

A partir do primeiro golo tudo ficou mais fácil. O Benfica jogou a seu bel-prazer e, passados cinco minutos, Salvio, depois de um fantástico trabalho, assiste Derley para o segundo. Mais outro jogador que se tem mostrado e que pode vir a ser útil para a equipa. Com o Arouca já rendido, os golos sucederam-se. Ola John voltou a mostrar porque começa a merecer a titularidade. É certo que está tapado por dois dos melhores jogadores do plantel, mas o holandês tem estado muito bem sempre que é chamado e está a mostrar que está um jogador bastante diferente. Prova disso são as duas assistências. Primeiro para Salvio e depois para Jonas marcar no seu primeiro jogo pelo Benfica. Estreia feliz do espanhol. Queria destacar também o Lisandro. Entrou nervoso, cometeu alguns erros mas foi melhorando. Precisa de mais minutos e tem de ser lançado aos poucos para se habituar a estas andanças.

No final, o Benfica sai por cima e com uma goleada. Mas não foi fácil. O resultado é enganador e pesado para um Arouca que se bateu de igual para igual na primeira parte. Ainda assim, há motivos para sorrir, há aqui jogadores que estão a crescer.

 

A Figura:

Talisca – O brasileiro foi alvo de criticas na pré-temporada (justas) mas tem crescido. Ainda não está preparado para tudo, como se viu na Alemanha, mas é um jogador a ter em conta. Mantenho a minha opinião: bem trabalhado, o Talisca vai dar um bom jogador e tem o treinador ideal para o ajudar. Para já, está no bom caminho e já é o melhor marcador da Liga, com seis golos.

O Fora de jogo:

Samaris – Hoje esteve em dia não. Apagado do jogo, demasiado faltoso, merecendo o cartão vermelho, podemos dizer que se viu grego para travar as investidas do Arouca. Mau também na construção do jogo, o grego ainda não convenceu. Mesmo sabendo que é muito difícil substituir Enzo, o grego foi contratado para uma possível saída do argentino, mas demora a encaixar na equipa.

andré conde
O André apoia o Benfica, mas, acima de tudo, gosta de comentar o futebol em geral. Adora assistir às primeiras pré-eliminatórias das provas europeias e é fã do Stoke City.                                                                                                                                                 O André não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Comentários

Por André Conde Outubro 5, 2014, em Primeira Liga Portuguesa

Figura e Fora-de-Jogo da Semana

17/09/2017

João Neves

Redator

Pep Guardiola

O técnico espanhol está a deslumbrar na Premier League com uma equipa recheada de estrelas. Esta semana atropelou o Watford de Marco Silva por 6-0 e é um dos favoritos a levantar o titulo no final da época.

Bruno Varela

As razões são óbvias com o segundo golo sofrido, no Bessa, a deitar fora 3 pontos importantes. Precisa ainda muito de crescer para ganhar a titularidade no Benfica.