Mitroglou, dá-me o 36!

Por Patrícia Ribeiro Fernandes Abril 21, 2017, em SL Benfica

Mitroglou, dá-me o 36!

sl benfica cabeçalho 1

E vai chegando a hora do tão esperado dérbi lisboeta, à 30.º jornada e numa altura do campeonato em que o Benfica tem o foco apontado ao título e o Sporting  a oito pontos de distância  já só joga para cumprir calendário e, eventualmente, tentar alcançar o acesso direto à Champions League, uma vez que tem o Porto a cinco pontos. Mas a questão aqui é: quem será o grande protagonista?

O fator pressão pesa mais ao Benfica, que tem o Porto a três perigosos pontos e precisa de vencer. Estatisticamente até está melhor lançado, pois nos últimos dez jogos em casa do eterno rival contabiliza quatro vitórias, quatro empates e duas derrotas. Contudo, os dérbis não são feitos de números, mas sim de muita paixão e suor à mistura; daí a imprevisibilidade do resultado.

O dérbi é vivido quase como uma competição por si só, na medida em que é um jogo de cariz peculiar, dada a grande emoção envolvida, e no qual, independentemente do número de golos até ali, da posição que as equipas ocupem ou do bom ou mau momento em que se encontrem, é mais do que obrigatório ganhar, até por uma questão de honra.

No entanto, os números que existem levam-me a crer que o talismã grego será fundamental e irá dar o seu contributo na resolução deste importante duelo. Nesta época foram 26 os golos que Mitroglou já levou até ao fundo das redes adversárias. Contra o Sporting, historicamente, seria repetente a marcar, pois já fez o gosto ao pé com dois golos em quatro jogos disputados entre as duas equipas e recorde-se que um deles, na época passada, tirou o tapete aos sportinguistas na tabela classificativa.

Kostas Mitroglou é o homem-golo do SL Benfica nesta temporada Fonte: SL Benfica

Kostas Mitroglou é o homem-golo do SL Benfica nesta temporada
Fonte: SL Benfica

Se se analisar ambas as duplas de ataque  Mitroglou com Jonas e Bas Dost com Alan Ruiz, os primeiros somam 40 golos esta temporada e os segundos totalizam 37, pelo que em termos de resultados das suas duplas ofensivas, os benfiquistas ficam melhor na fotografia. No entanto, dos 37 golos marcados pela dupla leonina, 34 são para o campeonato, em contraponto com 24 da parte da dupla de águia ao peito. No entanto, há que ter em conta as quatro competições em que o atual líder do campeonato esteve presente em simultâneo, chegando mesmo a fases finais, e nas quais o Sporting não vingou desde cedo.

Assim, confio no Mitroglou  que espero que tenha Jonas por perto  e na sua veia goleadora para a tarefa principal deste dérbi: fazer os 3 pontos! Ressalvo que estamos a falar do melhor marcador desta temporada do Benfica, que aos 29 anos e a cumprir a melhor temporada da carreira  pois superou o número de golos marcados na época passada  já provou que tem pé quente e capaz de ser decisivo. Aliás, não é por acaso que lhe é atribuído o cognome de Mitrogolo.

Apesar de, fora do campo, as relações entre as duas instituições estarem bastante exaltadas e de sabermos que isso se irá refletir no ambiente do dérbi, o que conta é o resultado obtido dentro das quatro linhas, esperando-se um jogo de bom futebol de ambas as partes. Uma coisa é certa: o Benfica vai a Alvalade em busca de mais uma vitória, custe o que custar.

Venha o dérbi e, mais importante que tudo, venha o 36!

Foto de capa: SL Benfica

Artigo revisto por Mafalda Carraxis

Patrícia Fernandes
Desde que se conhece que a Patrícia gosta de bola e chegou mesmo a jogar, mas a vida seguiu por outros rumos. Como mulher de paixões que é, encontra no Benfica a maior de todas e é a escrever que se sente em casa.                                                                                                                                                 A Patrícia escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.
Patrícia Fernandes

Últimos Artigos por Patrícia Ribeiro Fernandes (ver todos)

Comentários

Por Patrícia Ribeiro Fernandes Abril 21, 2017, em SL Benfica

Figura e Fora-de-Jogo da Semana

19/06/2017

Marta Reis

Redatora Sporting CP

André Villas-Boas

O treinador português não se mostrou indiferente à tragédia de Pedrogão Grande e, mesmo a milhares de quilómetros, doou uma verba considerável para as vítimas do incêndio.

Hóquei Português

Depois de ter rebentado o escândalo no futebol, as críticas às arbitragens não abonam a favor da boa imagem que estava a ser construída pela modalidade.