Nélson Semedo 2.0

Por Jorge Fernandes Novembro 25, 2016, em SL Benfica

Nélson Semedo 2.0

sl benfica cabeçalho 1

Foi apresentado aos benfiquistas como “Nelsinho”. Porém, no início da época passada, logo se percebeu que a ingenuidade e nervosismo possivelmente associado ao diminutivo, não existiam. Nélson mostrou desenvoltura e personalidade – veja-se as exibições do Calderón e do Dragão – e até chegou rapidamente à seleção. Depois de uma lesão grave – com todas as consequências negativas que daí advém para a evolução de um jovem -, Nélson Semedo está de volta. E, não se iludam, neste caso, a versão 2.0, é mesmo uma versão melhorada.

No início da temporada 2015/2016 Vieira prometeu cinco “meninos do Seixal”. Nélson, não sendo à data o jogador mais popular do Caixa Futebol Campus, foi um dos escolhidos. Lançados na Supertaça com o Sporting, o jovem português foi conquistando o terceiro anel. Juntar velocidade, virtuosismo e capacidade de resistência não é fácil, particularmente num jogador que se estreava ao mais alto nível. Os defeitos eram ainda evidentes, mas percebia-se que com o tempo podiam ser trabalhados. Além do mais, notou-se desde o primeiro momento, Rui Vitória confiava cegamente no jovem português. Aos poucos, a segurança foi estando presente no jogo do lateral e a consciência táctica foi começando a impressionar os gigantes europeus.

Nélson Semedo voltou melhor do que nunca Fonte: Facebook Oficial de Nélson Semedo

Nélson Semedo voltou melhor do que nunca
Fonte: SL Benfica

Qualquer lesão mói. Para um jovem em ascensão, esta lesão foi particularmente complexa. Do ponto de vista físico, Nélson perdeu ritmo (e o seu lugar) – André Almeida aproveitou, agarrou o lugar e deu consistência à equipa -, mas a principal dificuldade esteve no foro mental. O jovem lateral perdeu confiança e com isso, o seu jogo perdeu espontaneidade.

No Verão, Rui Vitória foi claro: “Nélson tem um potencial enorme e vai voltar ao seu nível”. Havia uma esperança interna que Nélson pudesse voltar ao rendimento do início da outra época. Afinal, todos reconheciam as dificuldades de reintegração, numa equipa com uma dinâmica de vitória forte, depois de uma lesão grave. Esperança justificada. Nélson, aos poucos foi evidenciando as traves-mestra do seu jogo e, foi com isso, melhorando o da própria equipa. O entendimento com Salvio foi-se solidificando e o Benfica, tem neste momento na profundidade do jovem internacional português, uma das principais armas ofensivas. Nélson Semedo está oficialmente revigorado. Fortaleceu as suas qualidades, ganhou outras – inteligência e assertividade na zona de decisão – e os defeitos, outrora tão evidentes, até são camuflados com tanto futebol. O jovem português sempre teve potencial, porém, agora que temos a versão 2.0 do lateral, esse potencial já se transformou em certeza. O futebol português agradece este upgrade futebolístico.

Foto de capa: SL Benfica

jorge-fernandes
O futebol acompanhou-o desde sempre. Do amor ao Benfica, às conquistas europeias do Porto, passando pelas desilusões dos galácticos do real Madrid. A década continuou e o bichinho do jornalismo surgiu. Daí até chegarmos ao jornalismo desportivo foi um instante Benfiquista de alma e coração, pretende fazer o que mais gosta: escrever e falar sobre futebol. Com a certeza de que futebol é um desporto e ao mesmo tempo a metáfora perfeita da vida.                                                                                                                                                 O Jorge não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Comentários

Por Jorge Fernandes Novembro 25, 2016, em SL Benfica

Figura e Fora-de-Jogo da Semana

21/08/2017

Rúben Tavares

Redator

Zinedine Zidane

A forma como lidera egos exponenciais de um plantel galático amealha sucesso atrás de sucesso. A Supertaça de Espanha foi o mais recente e sétimo arrecadado por 'Zizou' em dois anos...entre os quais...duas 'Champions'...seguidas!

Vitória SC

13 golos sofridos em 4 jogos oficiais são números sinistros...ainda para mais no quarto classificado da temporada passada. Pedro Martins tem pela frente dolorosas insónias.