SL Benfica 5-0 CF “Os Belenenses”: Banho de bola

Por Pedro Afonso Estorninho Agosto 19, 2017, em Primeira Liga Portuguesa

SL Benfica 5-0 CF “Os Belenenses”: Banho de bola

Anterior1 de 3Próximo

 sl benfica cabeçalho 1

O Sport Lisboa e Benfica goleou o Belenenses por cinco bolas a zero, esta noite, em jogo a contar para a terceira jornada da Liga NOS.

Rui Costa apitou para o início do jogo no Estádio da Luz e os encarnados não quiseram esperar para se impor. Lance de ataque das águias, num estádio esgotado, e falta dos azuis do Restelo a meio do meio campo do Belenenses. Para bater, chegou-se Pizzi, que cruzou para a cabeça de Jonas, que iniciou a goleada aos 2 minutos.

A equipa da casa continuou superior e a insistir em ampliar a vantagem. O Belenenses tentava ficar com a bola e criar perigo, mas o esférico acabava sempre nos pés encarnados e perto da baliza azul. Foram precisos apenas 25 minutos para o estádio voltar ao rubro quando, numa série de remates, ressaltos e cabeceamentos, a bola foi parar a Salvio que, junto à área, rematou colocado para o ângulo direito superior de Muriel. Estava feito o segundo golo da tranquilidade, em menos de meia hora.

Já o Belenenses esperava que o Benfica abrandasse, mas tal não aconteceu. Em apenas cinco minutos, Seferovic marcou o quarto golo em quatro jogos oficiais. Luisão despachou a bola, Jonas desviou de cabeça e o goleador suíço recolheu a bola perto do meio campo para se isolar na frente de Muriel e fazer as redes balançarem novamente. O Benfica chegaria ao intervalo a vencer por 3-0, vantagem mais do que confortável para ficar com os três pontos em casa.

A segunda parte foi mais calma, com os encarnados a baixar as linhas e a deixar a equipa de Belém ter mais bola, embora os pupilos de Domingos Paciência não conseguissem criar verdadeiro perigo na baliza do jovem Bruno Varela. Houve um Benfica organizado que sempre quis a bola, pressionante e que não deu espaço para que o Belenenses jogasse com eficácia e qualidade. No entanto, e após três bolas nos ferros, uma por Cervi, outra por Jonas (pontapé de meio campo a apanhar Muriel desprevenido) e a última por Raúl, só depois dos 90 foram consolidados os dois últimos golos a preencher o hat trick de Jonas. No quarto golo, Raúl a conduzir a bola picou a bola a assistir Jonas na entrada da área, que finalizou com grande qualidade; no quinto golo, jogada pela direita com assistência de Pizzi para o brasileiro encostar e acabar o banho de bola dos encarnados.

Houve um grande jogo na Luz. Uma segunda parte mais calma, menos frenética e mais desafogada do que a primeira parte, entusiasmante com o futebol encarnado a culminar em três golos em meia hora.

No entanto, a organização benfiquista não permitiu que a equipa de Belém conseguisse dar seguimento ao seu jogo, terminando sempre por defender e ver a bola cair nos pés dos jogadores de vermelho. Pontos positivos para Filipe Augusto que fez de Fejsa, Salvio, que regressou dos mortos com uma excelente exibição, Seferovic, que continua com veia goleadora, Jonas, que mantém a qualidade a que nos habituou e para Raúl Jimenez, que cada vez mais se faz notar em campo.

Anterior1 de 3Próximo
pedro-afonso-estorninho
Desde pequeno que o Benfica faz parte da vida do Pedro Estorninho. Avô e pai benfiquistas deixaram-lhe no sangue a chama das águias. A viver nos Açores nunca teve muitas oportunidades de ver o clube ao vivo, mas os estudos trouxeram-no à capital, onde pode assistir de perto aos jogos do tricampeão. A paixão pela escrita sempre foi algo dentro dele que nunca conseguiu mostrar e surge agora a oportunidade de juntar o melhor dos dois mundos.                                                                                                                                                 O Pedro escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.
pedro-afonso-estorninho

Últimos Artigos por Pedro Afonso Estorninho (ver todos)

Comentários

Por Pedro Afonso Estorninho Agosto 19, 2017, em Primeira Liga Portuguesa

Figura e Fora-de-Jogo da Semana

19/11/2017

Francisco Sampaio

Redator

Francisca Jorge e Miguel Oliveira

A tenista de 17 anos tornou-se campeã nacional absoluta na vertente de singulares e de pares; o motociclista, aos 22 anos, venceu as últimas três provas do Mundial de Moto 2.

Seleção Italiana

60 anos depois a Itália está fora de um Campeonato Mundial de Futebol. Gian Piero Ventura tomou opções duvidosas e foi afastado do cargo de selecionador. O mundo do futebol chorou com Gianluigi Buffon.