Somos quase 10 milhões

Por João Santos Janeiro 11, 2017, em SL Benfica

Somos quase 10 milhões

Anterior2 de 2Próximo

Alguma comunicação social – com destaque para alguns especialistas disto e daquilo –, alinhou por quem fala mais grosso e mais esbraceja, por muito que os discursos proferidos redundem, invariavelmente, num imenso vazio. Numa jornada de Taça da Liga marcada pela inexperiência das equipas de arbitragem, da qual resultaram inúmeros erros, no Estádio da Luz o Benfica contornou um golo mal anulado e um penálti não assinalado com bom futebol, quatro golos e a consolidação do 1.º lugar do seu grupo, confirmado, de resto, com naturalidade, na visita seguinte a Guimarães.

É um bom exemplo do que um “grande” pode e deve fazer, mesmo que recorrendo aos seus jovens valores – reduzindo cautelosamente a média de idades das suas equipas, caso seja necessário –, ou jogadores menos utilizados, numa prova disputada, nesta fase, não por eliminação, como alguns convenientemente crêem, mas em três jornadas, disputadas num curto espaço de tempo, onde o sucesso se mede, sobretudo, pela regularidade de cada participante.

No dia seguinte, as primeiras páginas navegaram voluntariamente pelo lamaçal, dando eco às palavras e aos gestos de quem perdeu o jogo, a própria prova, e a decência. Tratou-se de legitimar as tristes figuras de dirigentes e treinadores, acompanhados, em idêntica escala de ridículo, por vários jogadores, dentro e fora do campo – pois o exemplo vem de cima.

Como tudo está bem no FC Porto e no Sporting, como as razões das péssimas exibições e dos péssimos resultados – pese os efeitos visíveis, neste regresso do campeonato, da pressão exercida sobre os árbitros –, se devem, exclusivamente, a factores externos, produzidos, essencialmente, por uma tal de eminência parda omnipresente e omnipotente, não se adivinham grandes alterações nas respectivas estruturas. Os sócios e adeptos do FC Porto e Sporting vão “engolindo”, dia após dia, todo este populismo e toda esta demagogia – e agora, já sabem: se pintarem paredes ou votarem nas alternativas é porque não amam verdadeiramente o vosso clube. Pior: é porque são benfiquistas, como eu.

Foto de capa: SL Benfica

Anterior2 de 2Próximo
joaosantos
O João já nasceu apaixonado por desporto (onde até inclui o Curling). Depois, veio a escrita. A natureza tosca dos seus pés levou-o a ser jogador de andebol e jornalista de jornal e de rádio - a ambição cumpriu-se, mas os bolsos continuaram vazios. Adora uma boa história envolvendo desporto e os seus protagonistas. E apoia (fervorosamente) o Benfica e a Académica.                                                                                                                                                 O João não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.
joaosantos

Últimos Artigos por João Santos (ver todos)

Comentários

Por João Santos Janeiro 11, 2017, em SL Benfica

Figura e Fora-de-Jogo da Semana

16/10/2017

Pedro Machado

Editor

Mauro Icardi

Depois de ter ajudado a garantir o apuramento da Argentina para o Mundial 2018 (ainda que saído do banco), decidiu o dérbi de Milão com um hat-trick.

Massimiliano Allegri

Foi arrogante na abordagem ao encontro com a Lazio, poupando Pjanic, Alex Sandro Cuadrado e Dybala e pagou cara a fatura - a Juve foi derrotada em casa, 2 anos depois, e chega à 8.ª jornada da Série A no 3.º lugar.