Europa e Permanência – Os últimos batimentos do coração

Por André Maia Maio 19, 2017, em Clubes Portugueses

Europa e Permanência – Os últimos batimentos do coração

Anterior1 de 2Próximo

Cabeçalho Futebol NacionalFalta uma jornada! São os últimos nove jogos da edição 2016/2017 da Liga NOS. Se vai deixar saudades ou não, depende do leitor e de pessoa para pessoa, mas qualquer adepto de futebol fica triste e desamparado quando o campeonato termina e chega uma pausa de quase três meses até este regressar. Assim, convém aproveitar ao máximo estes últimos nove jogos. Como, se tudo está decidido? Bem, talvez não seja assim tão linear.

Dos nove jogos que se vão realizar no próximo fim de semana, quatro têm um grau de importância grande para as contas finais do campeonato. São as duas últimas decisões: que clube fica com a última vaga europeia, com Marítimo e Rio Ave a disputarem o 6º lugar, e que clube garante a manutenção, com Moreirense e Tondela a lutarem por mais uma oportunidade. Assim, antes da bola rolar e como aperitivo, eis o que esperar destes jogos.

Primeiro seguimos para Norte, para Vila do Conde e Paços de Ferreira. Será nessas duas cidades que se decidirá quem jogará a 3ª Pré-Eliminatória da Liga Europa. O pontapé de saída está marcado para sábado às 16 horas, com o Rio Ave a receber o Belenenses e o Marítimo a visitar o Paços de Ferreira. Mas o que esperar então destes confrontos?

Fonte: Bola na Rede

Fonte: Bola na Rede

O Marítimo tem a tarefa mais facilitada: precisa apenas de um empate para garantir a vaga europeia. O único resultado que não interessa aos madeirenses é a derrota, contudo, mesmo que os insulares sejam derrotados pelo Paços de Ferreira, poderão ter igualmente sucesso, caso o Rio Ave não ganhe frente ao Belenenses. Pelo contrário, o Rio Ave está obrigado a vencer os azuis do Restelo, esperando por uma derrota obrigatória do Marítimo para garantir a Europa. Eis alguns dados estatísticos sobre estes dois jogos.

Analisando os factos acima, podemos dizer que, teoricamente, o Marítimo poderá encontrar algumas dificuldades para vencer na Mata Real. Pelo contrário, o Rio Ave tem tudo para manter a boa forma caseira e vencer o Belenenses. Ainda assim, dado que aos madeirenses basta um empate, o mais provável – repito, teoricamente – é que o Estádio dos Barreiros receba a Liga Europa na próxima época. Prémio justo, dado que é a terceira casa com melhor média de ocupação do campeonato.  Seria, aliás, um prémio justo para ambos: o Marítimo, com uma bela moldura humana nos jogos em casa e com o “título” de terceira defesa menos batida do campeonato (!), e o Rio Ave, o sexto melhor ataque da Liga e a praticar um futebol muito atraente.

Anterior1 de 2Próximo
André Maia
Durante os seus primeiros seis anos de vida, o André não ligava a futebol. Até que no dia 24 de junho de 2004, quando viu o Ricardo a defender um penálti sem luvas, se apaixonou pelo jogo. Amante da história de futebol e sempre com factos na ponta da língua, tem Cristiano Ronaldo e Rui Patrício como os seus maiores ídolos.                                                                                                                                                 O André escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Comentários

Por André Maia Maio 19, 2017, em Clubes Portugueses

Figura e Fora-de-Jogo da Semana

13/11/2017

Jorge Faria de Sousa

Redator

Eric Dier

O defesa inglês é hoje uma das estrelas do futebol britânico e estreou-se enquanto capitão da seleção inglesa no passado fim de semana.

Presidente Câmara Oliveira do Hospital

Criticou a FPF, alegando que o distrito de Coimbra foi esquecido nestes jogos particulares. Espera-se que no futuro próximo, a FPF possa levar o futebol solidário ao distrito de Coimbra.