As grandes decisões de Pinto da Costa: Mourinho, o treinador especial!

Por Nélson Mota Novembro 11, 2017, em FC Porto

As grandes decisões de Pinto da Costa: Mourinho, o treinador especial!

fc porto cabeçalho

Costuma dizer-se que “as pessoas passam, o clube fica”. Foram muitos os treinadores e jogadores que passaram pelos dragões e conquistaram os mais variados títulos, entre eles os mais importantes da nossa história. Mas há um nome que atravessa todos estes anos e que se mantém como fio condutor de todos os sucessos do FC Porto. É ele, Jorge Nuno Pinto da Costa e é o presidente do FC Porto há 35 anos.

Ao presidente cabe-lhe, todos os anos, contratar (bem) os jogadores e claro, escolher (bem) o treinador. E terá havido escolha mais acertada para o comando técnico dos dragões do que José Mourinho a meio da época de 2001/2002? Não. Mourinho é único, Mourinho é especial!

José Mourinho chega ao FC Porto depois de uma excelente campanha ao serviço do UD Leiria e apesar de na altura não ser um treinador conceituado, a verdade é que já era figura sobejamente conhecida dos dragões não só por ter sido adjunto/tradutor de Bobby Robson, mas também por ter tido uma breve passagem pelo rival SL Benfica.

O jovem treinador português chega ao comando técnico dos dragões e depressa prometeu mundos e fundos, afirmando que “na próxima época somos campeões” e a verdade é que fomos isso e muito mais. Bicampeão nacional nos anos imediatos, Mourinho superou a promessa, trazendo para cá todos os troféus europeus em disputa. O FC Porto de Mourinho era capaz de tombar gigantes e de jogar de igual para igual em qualquer campo da Europa e do Mundo.

Apesar de ser considerado por muitos como arrogante, José Mourinho é sem dúvida o melhor treinador português da atualidade e enquanto esteve no Dragão foi o protagonista de glórias sucessivas e até então impensáveis.

Em 2003/2004 o FC Porto viria a vencer contra todas as expectativas a Liga dos Campeões e José Mourinho consagrava-se assim como o melhor da Europa. Nos dois anos e meio que esteve ao serviço dos dragões, Mourinho venceu dois Campeonatos, uma Taça Uefa e uma Liga dos Campeões.

Fonte: Chelseanews24

Fonte: Chelseanews24

Todos estes feitos notáveis do jovem treinador não passaram despercebidos aos tubarões europeus e foi o poderoso Chelsea de Roman Abramovich que garantiu a contratação do “Special One”. Apesar de não ter sido no Dragão que ganhou a alcunha imortalizada, a verdade é que foi ao serviço dos dragões que aprendeu tudo e se tornou verdadeiramente especial. José Mourinho senta-se na cátedra de um dos melhores técnicos de sempre do FC Porto. Para mim, hoje e sempre, é o melhor de todos os tempos. Marcou-me e continua a marcar até aos dias de hoje.

Apesar de ter sido ele o protagonista de todas as conquistas nacionais e europeias do FC Porto, convém não esquecer quem foi o responsável por tornar tudo isto possível: Pinto da Costa. Foi o presidente que viu naquele jovem arrogante e determinado o que ninguém, nem os rivais, viu: um campeão, à imagem do clube. As pessoas passam, mas o clube e Pinto da Costa ficarão para sempre.

Foto de Capa: FC Porto

artigo revisto por: Ana Ferreira

Nélson Mota
O Nélson é estudante de Ciências da Comunicação. Jogou futebol de formação e chegou até a ter uma breve passagem pelos quadros do grande Futebol Clube do Porto. Foi através das longas palestras do seu pai sobre como posicionar-se dentro de campo que se interessou pela parte técnica e tática do desporto rei. Numa fase da sua vida, sonhou ser treinador de futebol e, apesar de ainda ter esse bichinho presente, a verdade é que não arriscou e preferiu focar-se no seu curso. Partilhando o gosto pelo futebol com o da escrita, tem agora a oportunidade de conciliar ambas as paixões e tentar alcançar o seu sonho de trabalhar profissionalmente como Jornalista Desportivo.                                                                                                                                                 O Nélson escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Comentários

Por Nélson Mota Novembro 11, 2017, em FC Porto

Figura e Fora-de-Jogo da Semana

15/01/2018

Diogo Janeiro Oliveira

Editor

Bas Dost

Mais um hat-trick do avançado holandês, que atingiu os 60 golos em ano e meio no Sporting. Uma verdadeira máquina de fazer golos, o abono de família dos leões.

Real Madrid CF

Derrota em casa frente ao Villarreal e já são dezanove os pontos de distância para o Barcelona. Os merengues estão a fazer um campeonato horrível.