Campeonato das dependências

Por Ricardo Lopes Abril 21, 2017, em FC Porto

Campeonato das dependências

fc porto cabeçalho

Depois de seis pontos perdidos, com empates concedidos ante V. Setúbal, Benfica e Braga, eis que se conjuntura a “dura realidade” de não dependermos apenas de nós na luta pelo título de campeões. Se no início da época poucos esperariam um FC Porto capaz de lutar até ao fim pela conquista do campeonato também é certo que, chegados agora à reta final, precisamente com este cenário, poucos conseguem aceitar os “tremeliques” impróprios de um candidato que já mostrou fibra.

Mas que ninguém caia na ingenuidade de pensar que o nosso adversário direto não depende também de terceiros. Por mais paradoxal que pareça, e ainda que a classificação e a matemática mostrem o contrário, certo é que faltando a ajuda dos avançados extra que teimam sempre em aparecer nos períodos mais complicados, a tarefa de conquistar o ‘tetar’ afigurar-se-á bastante complicada.

Pretende-se uma grande romaria aos Aliados, em maio Fonte: FC Porto

Pretende-se uma grande romaria aos Aliados, em maio
Fonte: FC Porto

À imagem do seu rival, também o FC Porto necessita da “ajuda” de terceiros. Para além do Sporting, Guimarães, Rio Ave, Estoril e Boavista, urge que as terceiras equipas dos jogos do FC Porto (já dou de barato que os beneficiem a eles à descarada, desde que parem de nos prejudicar obscenamente) apliquem critérios de igualdade e justiça que levem a que os resultados sejam sempre espelho da real valia das equipas, e não um constante desvirtuamento da competição a que temos assistido.

Não obstante toda a adversidade que nos espera, urge ainda mais recuperar o bom futebol que consumou o melhor Porto da época. Restam cinco finais que têm de se traduzir na conquista imperiosa de quinze pontos. Para além disso, não basta vencer, mas sim destruir por completo o adversário, goleando-o, criando essa almofada de conforto de, em caso de igualdade pontual no final da prova, vermos o esforço recompensado.

Focados, rumo ao título!

 

P.S. - Entretanto, Saponjic, avançado da equipa B do Benfica, foi suspenso por três jogos por um soco a um jogador do Fafe. É assim que, neste país, se tentam calar as vozes que se elevam perante a vergonha. Enquanto isso, Luisão soltou umas gargalhadas e o pugilista grego Samaris, esse… Corou de vergonha…

 

Foto de Capa: FC Porto

Artigo revisto por Mafalda Carraxis

ricardo-lopes
O azul e o branco são parte fundamental da vida do Ricardo. A amor pelo FC Porto fazem dele um adepto ferrenho dos 'dragões'. Tem na escrita um amor quase tão grande como o do clube, sendo sobre futebol que incidem a maior parte das suas escrituras. No futuro, espera encontrar no jornalismo a sua ocupação profissional.                                                                                                                                                 O Ricardo escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.
ricardo-lopes

Últimos Artigos por Ricardo Lopes (ver todos)

Comentários

Por Ricardo Lopes Abril 21, 2017, em FC Porto

Figura e Fora-de-Jogo da Semana

19/06/2017

Marta Reis

Redatora Sporting CP

André Villas-Boas

O treinador português não se mostrou indiferente à tragédia de Pedrogão Grande e, mesmo a milhares de quilómetros, doou uma verba considerável para as vítimas do incêndio.

Hóquei Português

Depois de ter rebentado o escândalo no futebol, as críticas às arbitragens não abonam a favor da boa imagem que estava a ser construída pela modalidade.