FC Porto 1-3 Besiktas JK: FC Porto cai no Dragão, na estreia da Liga dos Campeões

Por César Mayrinck Setembro 13, 2017, em FC Porto

FC Porto 1-3 Besiktas JK: FC Porto cai no Dragão, na estreia da Liga dos Campeões

Anterior1 de 3Próximo

fc porto cabeçalho 2

FC Porto e Besiktas JK estrearam-se na Uefa Champions League nesta quarta feira no estádio do Dragão. O FC Porto sabia que, para almejar uma qualificação para os oitavos de final, precisava de vencer os três confrontos no Dragão e ainda tentar buscar algum ponto como visitante, pois o seu grupo não é dos mais fáceis. Além do FC Porto e do Besiktas, o grupo ainda possui o Mónaco de França e os alemães do Leipzig.

O jogo começou com o Besiktas a assustar a baliza portista. Logo aos quatro minutos, o brasileiro Talisca deu a bola para Babel que limpou o lance e rematou com perigo à baliza. A bola ainda desviou num defensor portista e saiu com perigo para fora. Aos 13 minutos, em boa jogada executada pela ponta direita, o Besiktas abriu o marcador. Após cruzamento na área, Talisca antecipou-se ao defensor Marcano e cabeceou para as redes. FC Porto 0 x 1 Besiktas JK.

Aos 18 minutos ótimo ataque do FC Porto. Na pequena área Óliver Torres chutou à trave, perdendo uma excelente chance para igualar o marcador. O FC Porto insistia no ataque e essa insistência foi prontamente recompensada. Aos 21 minutos, Alex Telles cobrou um canto e o defensor Tosic cabeceou contra a sua própria baliza, fazendo o golo de empate do jogo. FC Porto 1 x 1 Besiktas JK.

O jogo estava equilibrado e as duas equipas não se faziam rogadas para atacar. Entretanto, o ataque turco foi mais feliz. Aos 28 minutos, o ponta de lança Cenk Tosun acertou um belo remate de fora da área e a bola foi parar no fundo da baliza de Iker Casillas. FC Porto 1 x 2 Besiktas JK. O FC Porto não se entregou ao golo sofrido e, três minutos após sofrê-lo, Soares chutou com perigo de fora da área e a bola tirou tinta da trave do guarda-redes. A partir dos 30 minutos, o Besiktas começou a controlar o meio-campo e explorava bem as subidas dos alas portistas, principalmente pelo lado de Ricardo Pereira. Babel, Talisca e Tosun mostravam muito entrosamento e qualidade para criarem as jogadas.

Talisca voltou a marcar golos frente a equipas portuguesas na Liga dos Campeões Fonte: uefa.com

Talisca voltou a marcar golos frente a equipas portuguesas na Liga dos Campeões
Fonte: uefa.com

O FC Porto mostrou-se bastante desorganizado taticamente no final da primeira parte e poucas vezes conseguiu chegar à área adversária utilizando o toque de bola. Aos 43 minutos, o Besiktas continuava a aproveitar a fragilidade do lado direito do FC Porto e por pouco o ex-jogador deste, Ricardo Quaresma, não ampliou o resultado. A primeira parte do jogo terminou com vantagem turca de um golo. O FC Porto necessitava corrigir os seus erros da primeira parte – que foram muitos – e voltar melhor para a segunda parte.

Parece que o treinador do FC Porto também não gostou do que viu e para a segunda parte veio para campo com duas substituições. Saíram Óliver Torres e Jesús Corona para as entradas de Otávio e André André. A intenção do técnico portista era encorpar mais o meio-campo da equipa. O FC Porto teve a posse de bola nos 15 minutos iniciais da segunda parte, mas não conseguia ultrapassar a barreira defensiva da equipa turca.

Aos 63 minutos, o FC Porto teve a grande chance para empatar o confronto. Após belo passe de Brahimi, o ponta de lança Soares ficou de frente para o guarda-redes que fez ótima defesa ao remate do brasileiro. O FC Porto melhorava em campo e nem parecia a equipa que terminou a primeira parte. Aos 64 minutos, o defensor Ozyakup tirou a bola em cima da linha após cabeçada de Marcano. Nesse momento, o sistema defensivo turco não parecia estar tão blindado como antes. Aos 77 minutos, bela triangulação do FC Porto. Marega abriu o lance para Ricardo Pereira que foi à linha de fundo e fez um cruzamento rasteiro para Brahimi. Porém, o argelino chutou muito mal e a bola passou longe da baliza.

Com o passar do tempo, o nervosismo começou a tomar conta da equipa portista. O técnico Sérgio Conceição partiu para o tudo ou nada e tirou do campo o médio Danilo Pereira para a entrada de Hernâni. O FC Porto jogaria os últimos 10 minutos de jogo de maneira bem ofensiva. Tanta ousadia portista acabou por ter um alto preço. Novamente explorando as alas portistas, o espanhol Álvaro Negredo tocou para Ryan Babel que com um remate de primeira, dentro da área, fez o terceiro golo turco no jogo. Assim liquidou o confronto. FC Porto 1 x 3 Besiktas JK. Aos 90 minutos Soares ainda finalizou com perigo à baliza turca, mas o remate foi para fora.

A derrota complica a vida do FC Porto na Uefa Champions League e, num grupo tão equilibrado, as chances de qualificação diminuíram. O Besiktas mereceu a vitória. Soube jogar com inteligência e fez valer a sua proposta de jogo. Para o FC Porto fica evidente que o elenco para o Campeonato Português pode até dar resultados, mas numa competição como a Champions League a situação complica-se. O Besiktas JK foi o primeiro adversário mais qualificado que a equipa portista enfrentou nessa época e as fragilidades técnicas da equipa ficaram escancaradas. Ainda restam cinco jogos, nada está perdido, há muito trabalho pela frente até ao próximo compromisso europeu– daqui a duas semanas contra o Mónaco na França – e os adeptos, que aplaudiram os jogadores no final do jogo, acreditam que a equipa ainda possa triunfar.

Anterior1 de 3Próximo
César Mayrinck
Enquanto criança queria ser jogador de futebol e para o bem dos torcedores do Atlético Mineiro não foi aprovado no teste. Encontrou nas palavras a melhor maneira de se expressar sobre a sua paixão, o futebol. Amante do futebol brasileiro e do futebol alternativo, acorda facilmente às três horas da madrugada para ver um jogo do campeonato neozelandês.                                                                                                                                                 O César escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.
César Mayrinck

Últimos Artigos por César Mayrinck (ver todos)

Comentários

Por César Mayrinck Setembro 13, 2017, em FC Porto

Figura e Fora-de-Jogo da Semana

19/11/2017

Francisco Sampaio

Redator

Francisca Jorge e Miguel Oliveira

A tenista de 17 anos tornou-se campeã nacional absoluta na vertente de singulares e de pares; o motociclista, aos 22 anos, venceu as últimas três provas do Mundial de Moto 2.

Seleção Italiana

60 anos depois a Itália está fora de um Campeonato Mundial de Futebol. Gian Piero Ventura tomou opções duvidosas e foi afastado do cargo de selecionador. O mundo do futebol chorou com Gianluigi Buffon.