FC Porto 2017/18: Quais os reforços necessários?

Por Francisco Sampaio Junho 18, 2017, em FC Porto

FC Porto 2017/18: Quais os reforços necessários?

Anterior2 de 2Próximo
Fonte: Facebook oficial Ricardo Pereira

Fonte: Facebook oficial Ricardo Pereira

Finalmente, na baliza parece também estar próxima a saída de Iker Casillas do FC Porto. Para além do seu elevado salário, o facto de ter realizado boas exibições na temporada passada permitiu que Casillas voltasse a ser alvo do interesse de clubes europeus com elevada capacidade financeira e, como tal, se tornasse numa potencial fonte de lucro para os azuis e brancos. Não fosse a lesão contraída e que o irá afastar dos relvados até próximo do final de 2017, Marafona parecia ser uma boa opção para defender as redes do FC Porto, posição na qual, ainda assim, José Sá garante já alguma qualidade. Outra opção muito interessante, embora se duvide que possa estar ao alcance da capacidade financeira do FC Porto, é Stanislav Kritciuk, guarda-redes atualmente ao serviço do FK Krasnodar e que, aquando da sua passagem pelo SC Braga, se revelou como um dos melhores guarda-redes da Liga Portuguesa nos últimos anos.

Para as restantes posições há que aguardar, antes de mais, pelas saídas que se irão concretizar, constando-se que estão atualmente em cima da mesa nomes como os de Felipe, Herrera ou Brahimi para abandonar o clube. Certo é que muitos dos melhores futebolistas da Liga NOS 2016/17 já não poderão ser contratados pelo FC Porto: Krovinovic, provavelmente o melhor jogador da Liga fora dos três clubes ditos “grandes”, já integra o plantel do SL Benfica; Francisco Geraldes e Daniel Podence regressaram a Alvalade a meio da última temporada; Mattheus Oliveira já foi contratado pelo Sporting CP, assim como o argentino Rodrigo Battaglia.

As dificuldades financeiras assomam o FC Porto e influenciam significativamente a construção do plantel para a época 2017/18. Como tal, é hoje difícil ao clube preparar-se com a devida antecedência para a temporada vindoura, na medida em que para contratar é essencial, previamente, vender alguns dos ativos. Agora é tempo de focar na Taça da Confederações e de analisar o desempenho dos futebolistas e das seleções. Depois disso, e já num momento em que o mercado se encontrará mais agitado, o plantel do FC Porto acabará por definir-se com alguma naturalidade.

Nota do redator: A vida vai muito para além do futebol, pelo que deixo uma palavra de sentido pesar a todas os familiares das vítimas do incêndio que deflagrou em Pedrógão Grande.

Foto de Capa: FC Porto

Anterior2 de 2Próximo
francisco-sampaio
Apaixonado por futebol desde a segunda infância, Francisco Sampaio tem no FC Porto, desde esse período, o seu clube do coração. Apesar de, durante os 90 minutos, torcer fervorosamente pelo seu clube, procura manter algum distanciamento na apreciação ao seu desempenho. Autodidata em matérias futebolísticas, tem vindo recentemente a desenvolver um interesse particular pela análise tática do jogo. Na idade adulta descobriu a sua segunda paixão, o ténis, modalidade que pratica de forma amadora desde 2014.                                                                                                                                                 O Francisco escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Comentários

Por Francisco Sampaio Junho 18, 2017, em FC Porto

Figura e Fora-de-Jogo da Semana

13/11/2017

Jorge Faria de Sousa

Redator

Eric Dier

O defesa inglês é hoje uma das estrelas do futebol britânico e estreou-se enquanto capitão da seleção inglesa no passado fim de semana.

Presidente Câmara Oliveira do Hospital

Criticou a FPF, alegando que o distrito de Coimbra foi esquecido nestes jogos particulares. Espera-se que no futuro próximo, a FPF possa levar o futebol solidário ao distrito de Coimbra.