Lendas do “Universo” Portista: Fernanda Ribeiro

Por Francisco Sampaio Outubro 11, 2017, em FC Porto

Lendas do “Universo” Portista: Fernanda Ribeiro

fc porto cabeçalho

Nem só de Futebol se faz o desporto e, de igual modo, nem só de Futebol se fazem os clubes. No caso do FC Porto, muitos foram os atletas de elite que, ao longo dos anos, foram passando pelos azuis e brancos. Entre esses atletas, podem contar-se nomes como o de Dale Dover (no Basquetebol) ou Cristiano Pereira e Vítor Hugo (no Hóquei em patins). Porém, nenhum deles terá deixado uma marca tão inapagável no desporto nacional e mundial como Fernanda Ribeiro.

Maria Fernanda Moreira Ribeiro, atualmente com 48 anos, foi a atleta portuguesa mais medalhada de sempre. Sendo as provas de fundo a sua especialidade, nos 10.000 metros, Fernanda Ribeiro foi medalha de ouro nos Campeonatos Europeus de Helsínquia (1994), medalha de prata nos Campeonatos Europeus de Budapeste (1998), medalha de ouro nos Campeonatos Mundiais de Gotemburgo (1995), medalha de prata nos Campeonatos Mundiais de Atenas (1997) e medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Sydney (2000). Já nos 5000 metros, a atleta penafidelense foi medalha de prata nos Campeonatos Mundiais de Gotemburgo (1995) e medalha de bronze nos Campeonatos Mundiais de Atenas (1997). Estas são apenas algumas das suas principais conquistas, numa carreira com muitas mais vitórias alcançadas.

Pese embora este palmarés invejável, foi no dia 3 de agosto de 1996 que Fernanda Ribeiro impressionou o mundo e colocou o coração dos portugueses a saltar de alegria. Jogos Olímpicos de Atlanta, 1996: numa noite quente e húmida de verão, iniciava-se a prova dos 10.000 metros. A grande favorita? Wang Junxia, à data, recordista mundial dos 10.000 metros e, aparentemente, imbatível na distância. Embora a chinesa nunca tivesse sido apanhada em qualquer controlo anti-doping, muitas eram as suspeitas, na época, de um programa sistemático de dopagem na China, que levou a que as atletas do país dominassem por completo todas as provas de meio fundo e fundo. Mas Fernanda Ribeiro, com a resiliência que sempre a caraterizou, acreditou até ao fim!

Fernanda Ribeiro uma lenda do atletismo  Fonte: Blog “BiBó Porto"

Fernanda Ribeiro, uma lenda do atletismo
Fonte: Blog “BiBó Porto”

Numa prova com um ritmo alucinante, a 400 metros da meta já se sabia que apenas uma das duas poderia vir a ganhar a prova. A 250 metros da chegada, Wang Junxia acelerou e Fernanda Ribeiro parecia irremediavelmente batida perante o ataque fortíssimo da chinesa. Quando já ninguém julgava possível, a atleta portuguesa foi ao fundo das suas reservas de energia e, com uma ponta final absolutamente extraordinária e inesquecível, ultrapassou Junxia a caminho da meta. Vitória para Portugal, vitória para Fernanda Ribeiro – a terceira medalha de ouro conquistada por atletas portugueses em Jogos Olímpicos.

A atleta do FC Porto impressionava pela sua capacidade de sacrifício, pela consistência do seu ritmo de corrida e pela capacidade de acelerar de forma avassaladora nos metros finais. Após deixar o clube, e já com idade de veterana, Fernanda Ribeiro ainda conseguiu baixar das 2h30m na maratona. Com 40 anos de idade, a atleta correu a Maratona do Porto e conseguiu ainda atingir os mínimos para o Campeonato da Europa de Barcelona de 2010 onde, contudo, viria a desistir devido a uma lesão no pé.

O atletismo português tem alguma história e, no mesmo, contam-se grandes nomes, como os de Carlos Lopes, Rosa Mota ou Nélson Évora. Porém, nenhum atleta conseguiu atingir o nível apresentado por Fernanda Ribeiro que, exceto se fosse forçada a desistir, era quase sinónimo de medalhas conquistadas em qualquer prova na qual participasse. Para recordar a atleta portuguesa, nada melhor do que rever as imagens da última volta da sua vitória nos Jogos Olímpicos de Atlanta; quem não se arrepiar e não sentir um tremendo orgulho não é seguramente um bom português!

Foto de Capa: FC Porto

Artigo revisto por: Ana Rita Cristóvão

francisco-sampaio
Apaixonado por futebol desde a segunda infância, Francisco Sampaio tem no FC Porto, desde esse período, o seu clube do coração. Apesar de, durante os 90 minutos, torcer fervorosamente pelo seu clube, procura manter algum distanciamento na apreciação ao seu desempenho. Autodidata em matérias futebolísticas, tem vindo recentemente a desenvolver um interesse particular pela análise tática do jogo. Na idade adulta descobriu a sua segunda paixão, o ténis, modalidade que pratica de forma amadora desde 2014.                                                                                                                                                 O Francisco escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Comentários

Por Francisco Sampaio Outubro 11, 2017, em FC Porto

Figura e Fora-de-Jogo da Semana

23/10/2017

Eduardo Nunes

Redator

Miguel Oliveira

É impossível não destacar o feito do piloto da KTM, que se estreou a vencer neste fim-de-semana em Moto 2, no GP Austrália.

Manchester United FC

O clube orientado por José Mourinho fez um jogo terrível no terreno do Huddersfield e acabou derrotado por 2-1, num jogo onde os red devils mereceram claramente a derrota.