O melhor onze de sempre do FC Porto: Lucho González

Por Rui Sousa Agosto 12, 2017, em FC Porto

O melhor onze de sempre do FC Porto: Lucho González

fc porto cabeçalho

Luis Óscar González era um jogador sem grande velocidade, sem uma capacidade de drible acima da média, sem poder físico para se destacar nesse campo dos demais e que não tinha um forte jogo aéreo. Em suma, foi o melhor oito que o FC Porto alguma vez teve!

Lucho foi um daqueles casos onde se encaixa na plenitude a expressão “chegar, ver e vencer”, tal a facilidade com que assumiu o comando de uma equipa onde havia falta de liderança dentro de campo. Falo da época 2005/2006, depois do falhanço que foi a anterior. Os Dragões procuravam devolver carácter à equipa e reconquistar o estatuto de campeão de Portugal entretanto perdido para o Benfica. O argentino desde cedo mostrou que todas as limitações já citadas se tornam irrelevantes quando se joga com inteligência. E “inteligência” seria a palavra que eu escolheria para o descrever se me fosse pedido que o fizesse usando apenas uma.

Fonte: UEFA

Fonte: UEFA

Com a camisola 8 na primeira passagem pelo clube e a 3 na segunda – um número bastante simbólico no clube -, Lucho deliciou os portistas com passes magistrais, intercepções bem medidas e remates de meia distância que lhe valiam sempre à volta da dezena de golos por temporada. A sua capacidade de liderança foi um factor determinante para o regresso a casa em Janeiro de 2012, uma vez que permitiu a Vítor Pereira controlar um balneário que parecia até então incontrolável.

Amado pelos adeptos e respeitado pelos colegas, foi o primeiro capitão estrangeiro do FC Porto e transportou a mística azul e branca como poucos. O profissionalismo do argentino nunca foi questionado por ninguém e existem dezenas de exemplos que o comprovam, sendo o exemplo máximo o dia em que decidiu ajudar a equipa jogando mesmo depois de receber a notícia do desaparecimento do pai.

Num futebol cada vez mais físico, menos inteligente, mais virado para o que se passa fora das quatro linhas, e onde o amor à camisola significa cada vez menos, Lucho Gozález foi um Oásis e mostrou que ainda há quem se guie por valores que em outros tempos eram a norma. Por mérito próprio conquistou um lugar na História do FC Porto e no coração de todos os portistas.

Foto de Capa: FC Porto 

Rui Sousa

Rui Sousa

Amante de futebol e Dragão desde sempre, faz do FC Porto um amigo de todas as ocasiões. Como qualquer portista que se preze, defende o Brasão Abençoado com unhas e dentes sempre que necessário.                                                                                                                                                 O Rui não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.
Rui Sousa

Últimos Artigos por Rui Sousa (ver todos)

Comentários

Por Rui Sousa Agosto 12, 2017, em FC Porto

Figura e Fora-de-Jogo da Semana

13/08/2017

Nélson Mota

Redator

Real Madrid CF

Os merengues deixam bem encaminhado o jogo para a segunda mão da Supertaça Espanhola. A equipa de Zidane parece vir a superiorizar-se ao Barcelona quebrando a sua hegemonia em Espanha e na Europa.

Cristiano Ronaldo

El Clássico não é El Clássico se não houver polémica. Desta vez CR7 esteve no centro de toda a polémica. Foi expulso e, de cabeça perdida, deu um empurrão ao árbitro e sofreu um castigo de 5 jogos.