Mais uma vitória para a sujidade

Por Diogo Janeiro Oliveira Dezembro 15, 2016, em Sporting CP

Mais uma vitória para a sujidade

sporting cp cabeçalho 2

Ficou a saber-se esta quinta feira que o Sporting Clube de Portugal terá mesmo de pagar doze milhões de euros, mais juros, à Doyen Sports, um fundo de investimento com quem vem mantendo um diferendo de há alguns anos para cá.

Depois de já ter recebido uma resposta negativa no Tribunal Arbitral do Desporto, o Sporting recorreu para o Supremo Tribunal da Suíça, que voltou a dar a vitória à lavagem de dinheiro e à sujidade no futebol. Apesar de a FIFA e a UEFA estarem do lado do clube leonino no que toca a combater os fundos e nesta questão em particular, o tribunal suíço decidiu condenar o Sporting ao pagamento daquela quantia à Doyen, premiando aqueles que continuam a sujar o futebol, com suspeição. Já não basta a suspeição em relação à arbitragem (e esta semana tem sido pródiga nesse aspeto, com muitas mãozinhas à espreita), agora foi dada uma nova força aos fundos que navegam no futebol, tentando gerir como lhe convém aquilo que devia ser gerido pelos clubes.

A saída de Marcos Rojo para o Manchester United foi o "fósforo" para toda esta situação Foto: Sporting CP

A saída de Marcos Rojo para o Manchester United foi o “fósforo” para toda esta situação
Foto: Sporting CP

Bruno de Carvalho já tinha anunciado, em algumas assembleias gerais do clube e da SAD, que não seria necessário vender nenhum jogador para pagar este valor, porque já tinha provisões suficientes e guardadas para esse efeito. O presidente leonino, que é o dirigente do futebol português que mais tem pugnado pela verdade desportiva no futebol, ao contrário do que muitos papagaios tentam fazer passar, alertou várias vezes para a possibilidade desta injustiça acontecer, devido ao estado podre do mundo do futebol e da justiça em geral.

Não é novidade que existem muitas coisas que deviam ser alteradas no futebol (a introdução total do vídeo-árbitro é uma das notícias esperadas, já para ontem), mas também é verdade que pouca gente em Portugal quer mexer alguma “palha” para resolver isso. Infelizmente, esse sentimento e essa “vontade” alastra-se ao mundo, e a prova disso é a vitória da Doyen neste processo. Já sabemos que Bruno de Carvalho vai ser atacado por tudo e todos devido a este acontecimento, mas nada o derrubará, nem mesmo uma oposição apoiadas pelos rivais nas próximas eleições. Uma coisa é certa: Bruno de Carvalho não vai querer negociar mais com fundos, Um dia, todos lhe vão dar razão.

Foto de capa: Sporting Clube de Portugal

 

diogo oliveira

Diogo Janeiro Oliveira

Apaixonado por futebol, antes dos livros da escola primária, já lia jornais desportivos. Seja nas tardes intermináveis a jogar, nas horas passadas no FIFA ou a ver jogos, o futebol está sempre presente. snooker, futsal e andebol são outras paixões. Em Portugal torce pelo Sporting, lá fora é o Barcelona que lhe enche as medidas. Também sonha ver o Farense de volta à primeira…                                                                                                                                                 O Diogo escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Comentários

Por Diogo Janeiro Oliveira Dezembro 15, 2016, em Sporting CP

Figura e Fora-de-Jogo da Semana

19/06/2017

Marta Reis

Redatora Sporting CP

André Villas-Boas

O treinador português não se mostrou indiferente à tragédia de Pedrogão Grande e, mesmo a milhares de quilómetros, doou uma verba considerável para as vítimas do incêndio.

Hóquei Português

Depois de ter rebentado o escândalo no futebol, as críticas às arbitragens não abonam a favor da boa imagem que estava a ser construída pela modalidade.