O dia do Leão mostrar o nervo

Por Diogo Janeiro Oliveira Abril 21, 2017, em Sporting CP

O dia do Leão mostrar o nervo

Anterior1 de 2Próximo

sporting cp cabeçalho 2Aproxima-se, a passos largos e a um ritmo vertiginoso, o dérbi de 22 de abril entre o Sporting Clube de Portugal e o Sport Lisboa e Benfica. Um jogo de paixão exacerbada, de nervos à flor da pele e arrebatador do ponto de vista emocional.

É o dia em que, ao acordar, o pensamento não está no trabalho que está por fazer ou no despertador que está por desligar, mas está na camisola que está por vestir, no cachecol que está por colocar ao pescoço e no leão que vamos envergar ao peito com todo o orgulho e toda a paixão. É aquele dia em que tudo fica para trás em prol do clube e em prol da vitória.

Alvalade vai encher, tentando criar um ambiente infernal para os rivais Fonte: Sporting CP

Alvalade vai encher, tentando criar um ambiente infernal para os rivais
Fonte: Sporting CP

O dia no trabalho não será produtivo, pois o pensamento, invariavelmente, estará no jogo. Estará nas opções que achamos que o treinador deve tomar, nos amigos com quem vamos ver o jogo, na redondinha que sonhamos ver entrar na baliza do adversário ou na letra do “Mundo Sabe Que”, que vamos entoar a plenos pulmões de cachecol bem erguido. O dérbi entre o Sporting e o Benfica é o jogo de futebol por excelência em Portugal. É aquele jogo que, em caso de derrota, torna o dia seguinte num inferno pelo gozo dos amigos ou colegas de trabalho ou que, em caso de vitória, torna o dia seguinte num paraíso em que vamos de peito feito gozar com essas mesmas pessoas, apenas satisfeitos pela vitória do nosso clube.

E quem são as pessoas mais importantes para realizar este desejo dos adeptos? O treinador e os jogadores. Quanto a Jorge Jesus, espero que tome as melhores decisões possíveis. Prefiro ver Paulo Oliveira a Ruben Semedo, prefiro Jefferson a lateral esquerdo em relação a Bruno César, mas o treinador é que sabe. Espero que voltemos a ver um Jorge Jesus hiperativo no banco, com berros para toda a gente e a toda a hora. Esse é o melhor JJ, o treinador que mexe com a cabeça dos jogadores e com os nervos de toda a gente no estádio.

Anterior1 de 2Próximo
diogo oliveira

Diogo Janeiro Oliveira

Apaixonado por futebol, antes dos livros da escola primária já lia jornais desportivos. Seja nas tardes intermináveis a jogar, nas horas passadas no FIFA ou a ver jogos, o futebol está sempre presente. Snooker, futsal e andebol são outras paixões. Em Portugal torce pelo Sporting; lá fora é o Barcelona que lhe enche as medidas. Também sonha ver o Farense de volta à primeira…                                                                                                                                                 O Diogo escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Comentários

Por Diogo Janeiro Oliveira Abril 21, 2017, em Sporting CP

Figura e Fora-de-Jogo da Semana

11/12/2017

Diogo Mota

Redator

Paulo Fonseca

Fantástico, a todos os níveis. Ser apurado num grupo que contava com Man. City e Nápoles, ser a única equipa a derrotar a equipa de Guardiola e juntar a tudo isto um futebol de qualidade, com a humildade de cumprir uma aposta.

José Mourinho

Está ultrapassado e ainda não se apercebeu disso. O futebol pobre não convence nem obtém resultados e junta a isso um mau perder que se vai acentuando, com os alegados confrontos no túnel no último domingo.