Sporting 2-1 CD Feirense: Os novos no melhor e no pior

Por Diogo Janeiro Oliveira Janeiro 9, 2017, em Sporting CP

Sporting 2-1 CD Feirense: Os novos no melhor e no pior

Anterior1 de 3Próximo

sporting cp cabeçalho 2

O Sporting venceu esta noite o Feirense, em jogo da décima sexta jornada do campeonato português. Os leões conseguiram assim diminuir a distância para o FC Porto e igualar a pontuação do SC Braga, adversários que empataram os seus desafios neste fim de semana.

Em Alvalade, os verde e brancos, sem o treinador Jorge Jesus no banco, devido a castigo, entraram com algumas novidades na equipa, nomeadamente as entradas de Paulo Oliveira para o eixo da defesa, Bruno César para lateral esquerdo e Alan Ruiz para o apoio a Bas Dost. A equipa leonina entrou muitíssimo bem no encontro, com Dost a bisar ainda nos primeiros vinte minutos do encontro. O holandês aproveitou excelentes assistências de Joel Campbell e Alan Ruiz para faturar nas duas primeiras oportunidades que teve na partida. Durante a primeira metade, a equipa da casa esteve muito segura e a trocar bem a bola, não dando hipóteses de perigo ao Feirense. Contudo, o jogo começou a mudar aos trinta e sete minutos. Adrien Silva teve de ir para o hospital, devido a uma pancada que sofreu na cabeça, na sequência de um lance com Luís Aurélio. Ora bem, quase apetece dizer que Adrien foi expulso, pois pareceu que não entrou ninguém para o seu lugar. Elias foi quem “substituiu” o capitão, mas apenas na figura de corpo presente, pois nem serve para apertar as botas a Adrien. Elias não sabe ocupar espaços, não tem intensidade e a sua leitura de jogo está a anos-luz da do habitual titular do meio campo.

Assim sendo, a segunda parte trouxe de volta o Sporting apático, sôfrego e amorfo que temos visto, infelizmente, em demasiadas partidas esta temporada. O Feirense começou a entrar mais no jogo e reduziu a desvantagem a meia hora do final da partida. O técnico Nuno Manta colocou Tiago Silva e Karamanos em campo e, logo de seguida, os nortenhos marcaram. Na sequência de um lance (mais um) mal ajuizado pelo árbitro Bruno Esteves, neste caso um lançamento lateral, Esgaio permitiu o cruzamento no seu flanco e Platiny surgiu sozinho na área a finalizar.

A última meia hora foi penosa para os sportinguistas, pois a equipa jogou mal e teria tido dissabores caso tivesse um adversário mais afoito, como vão ser o Desportivo de Chaves ou o Marítimo, os próximos adversários dos leões. Assim sendo, houve poucas oportunidades de golo até ao apito final de Bruno Esteves.

Em termos de destaques, nota claramente positiva para Alan Ruiz na primeira parte, Joel Campbell, Bas Dost, que já é o melhor marcador do campeonato, e para os centrais Paulo Oliveira (excelente regresso aos relvados) e Sebastián Coates. Em termos negativos, há a salientar o inenarrável Elias e a entrada desastrada de Bryan Ruiz, que desperdiçou uma ocasião flagrante de golo, de forma absolutamente displicente.

Na próxima semana, os leões visitam o complicado terreno do Chaves, enquanto o Feirense recebe o Vitória de Guimarães. A luta pelo título adivinha-se super difícil, até pela conjuntura e todos os fatores que envolvem o atual líder do campeonato. Contudo, o Sporting tem de se focar na sua missão e ganhar todos os jogos até ao final do campeonato. No final se farão as contas finais.

Anterior1 de 3Próximo
diogo oliveira

Diogo Janeiro Oliveira

Apaixonado por futebol, antes dos livros da escola primária, já lia jornais desportivos. Seja nas tardes intermináveis a jogar, nas horas passadas no FIFA ou a ver jogos, o futebol está sempre presente. snooker, futsal e andebol são outras paixões. Em Portugal torce pelo Sporting, lá fora é o Barcelona que lhe enche as medidas. Também sonha ver o Farense de volta à primeira…                                                                                                                                                 O Diogo escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Comentários

Por Diogo Janeiro Oliveira Janeiro 9, 2017, em Sporting CP

Figura e Fora-de-Jogo da Semana

16/01/2016

Ricardo Gonçalves Dias

Redator

Cristiano Ronaldo

Cumprindo o desfecho esperado, o craque português recebeu a quarta Bola de Ouro da carreira, vendo coroada uma época de sonho ao serviço do Real Madrid e da selecção do nosso País.

Sporting CP

Com um empate na última jornada, a equipa de Alvalade perdeu uma oportunidade de encurtar distâncias na tabela. Além dos resultados, a instabilidade começa a rodear o balneário e a crise vai-se instalando.

BnR Podcast: Ténis (14/01/2017)

Para ouvires mais programas, basta acederes a esta página.

Parceiros