Sporting 2-1 CD Feirense: Os novos no melhor e no pior

Por Diogo Janeiro Oliveira Janeiro 9, 2017, em Primeira Liga Portuguesa

Sporting 2-1 CD Feirense: Os novos no melhor e no pior

A FIGURA

Fonte: Sporting CP

Fonte: Sporting CP

Joel Campbell – Bem poderia destacar aqui a frieza e a extrema eficácia do novo melhor marcador da Liga, Bas Dost, que também já está a trabalhar muito mais e melhor para a equipa. Contudo, prefiro eleger o costarriquenho Campbell. Assistiu para o primeiro golo, depois da excelente jogada que inventou. Esteve extremamente dinâmico (bem melhor que Gelson neste encontro) e até ajudou bastante Bruno César na missão defensiva. Fosse Markovic metade do que tem sido Campbell e todos os sportinguistas estariam felizes. O costarriquenho está a mostrar um futebol próximo do melhor da sua carreira. Acredito que ainda evoluirá muito mais esta época.

diogo oliveira

Diogo Janeiro Oliveira

Apaixonado por futebol, antes dos livros da escola primária, já lia jornais desportivos. Seja nas tardes intermináveis a jogar, nas horas passadas no FIFA ou a ver jogos, o futebol está sempre presente. snooker, futsal e andebol são outras paixões. Em Portugal torce pelo Sporting, lá fora é o Barcelona que lhe enche as medidas. Também sonha ver o Farense de volta à primeira…                                                                                                                                                 O Diogo escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.
diogo oliveira

Últimos Artigos por Diogo Janeiro Oliveira (ver todos)

Comentários

Por Diogo Janeiro Oliveira Janeiro 9, 2017, em Primeira Liga Portuguesa

Figura e Fora-de-Jogo da Semana

24/04/2017

André Conde

Diretor

Vítor Oliveira

Mais uma época, mais uma subida. Começa a ser quase uma certeza: equipa que o Vítor Oliveira treina acaba por subir. Fantástica campanha do Portimonense na Segunda Liga.

Nuno Espírito Santo

O jogo com o CD Feirense (0-0) demonstra o que tem sido o FC Porto nesta época. Sem estaleca na altura certa, acusa a pressão quando é preciso ganhar. Uma equipa sem ideias e Nuno é o principal culpado.