Sporting CP 1-2 BVB Dortmund: Falta de rotação matou o leão

Por Luís Moreira Outubro 18, 2016, em Liga dos Campeões

Sporting CP 1-2 BVB Dortmund: Falta de rotação matou o leão

Anterior1 de 3Próximo

sporting cp cabeçalho 1

O Estádio José Alvalade foi novamente palco da maior competição europeia, num encontro a contar para a terceira jornada da Liga dos Campeões. Os “leões” enfrentaram uma equipa fortíssima (mas desfalcada graças às lesões), e era fundamental vencer para poder continuar a sonhar com a passagem para os oitavos de final da competição, algo que o Sporting não atinge desde 2008, onde enfrentou os bávaros do Bayern Munique.

A equipa da casa até teve um início de jogo promissor, mas acabou por desvanecer, facilitando o jogo ao Borussia Dortmund. Durante a primeira parte, o Sporting esteve pouco pressionante e muito passivo a defender, o que permitiu aos alemães comandarem o jogo, originando assim o golo da equipa visitante ao nono minuto de jogo, pelos pés de Aubameyang.

A partir do golo, o Sporting desceu ainda mais o ritmo de jogo e perdeu a pouca garra com que tinha iniciado o jogo; os germânicos aproveitaram isso e controlaram a primeira parte com calma, de forma a tentar adormecer o jogo. No entanto, o Sporting, em determinados momentos, teve situações de enorme perigo para a baliza de Roman Bürki, chegando mesmo a marcar um golo que foi (mal) anulado pelo árbitro Damir Skomina.

Os grandes lances do Sporting passaram sempre pelo frenético Gelson Martins, que tentava levar o esférico com a maior rapidez possível para a baliza adversária, algo a que Gelson já habituou os adeptos. A equipa leonina começou acordar nos últimos dez minutos da primeira parte, mas viu ao minuto quarenta e um, uma segunda bola agitar as redes da baliza de Rui Patricio, após um remate de fora da área do médio defensivo Julian Weigl.

O clube leonino entrou na segunda parte do jogo com uma personalidade revigorada, vontade de virar o resultado e continuar com a corrente de bons jogos nesta edição da Champions.

O Sporting mostrou-se mais dinâmico na segunda parte, principalmente no sector intermédio, onde William Carvalho esteve em grande destaque com uma enorme precisão de passe e posicionamento excecional. A equipa leonina ameaçou por diversas vezes a baliza da equipa alemã, destacando mais uma vez o trabalho ofensivo de Gelson Martins, no entanto a equipa pecou na finalização. Contudo, devido a um livre indireto dentro da área, os leões chegam ao golo ao minuto 66, com um forte remate de Bruno César.

Após o golo, os pupilos de Jorge Jesus, galvanizaram-se e foram atrás do prejuízo, levando a equipa alemã a jogar de uma forma pouco ortodoxa e bastante defensiva. O problema é que a equipa leonina passou a jogar com o coração e não com a cabeça, fazendo com que a equipa leonina demonstrasse alguma desorganização ao sair a jogar. Ao longo da segunda parte o espetáculo foi perdendo o seu “glamour”. Por um lado, o Sporting demonstrou algum desespero e ansiedade ao querer empatar o jogo, fazendo com que os leões saíssem a jogar com pouca qualidade. Por outro lado, o Borussia esteve a defender o resultado, fazendo um jogo bastante defensivo e arriscando pouco, componente que veio afetar o espetáculo que houve em Alvalade. Além disso, os alemães praticaram bastante antijogo, principalmente através do seu guarda redes.

Faltou à equipa da casa, a garra e a ambição que demonstrou no Santiago Bernabéu. Se tivesse replicado a performance feita em Madrid, o Sporting CP tinha saído deste jogo com uma vitória importante. É notória a falta que faz Adrien Silva nesta equipa, é um jogador que acrescenta qualidade, fluidez e, acima de tudo, intensidade ao meio campo leonino.

Questão BnR a Jorge Jesus: Qual é o setor mais fraco da equipa do Sporting CP?

- Não existe nenhum setor mais fraco. A equipa joga como um todo, não existe nenhum setor mais frágil. Sobre a linha defensiva, essa última linha hojeesteve bem, porque defrontou jogadores com uma grande capacidade técnica.

Anterior1 de 3Próximo
Luís Moreira
Sportinguista de alma e coração com enorme paixão pelo mundo do futebol, sem nunca perder de olho as modalidades do futsal e do hóquei em patins.                                                                                                                                                 O Luís escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Comentários

Por Luís Moreira Outubro 18, 2016, em Liga dos Campeões

Figura e Fora-de-Jogo da Semana

22/02/2016

Nuno Raimundo

Redator

Anthony Davis

O MVP do All-Star Game foi para a "estrela da casa" pela primeira vez desde Kobe em 2011. O PF/C "Unibrow" bateu alguns recordes nessa noite, sendo que o maior destaque vai para os 52 pontos, recorde nestes jogos.

FC Barcelona

Goleados pelo PSG e poderão sair da Champions mais cedo do que o previsto. Emery fez jus ao que lhe é reconhecido e a equipa espanhola nunca conseguiu contrariar o excelente futebol da equipa francesa.

BnR Podcast: Padel (09/02/2017)

Para ouvires mais programas, basta acederes a esta página.