SC Braga 1-2 SC Covilhã: E salta Peseiro e salta Peseiro!

Por Pedro Nuno Sousa Dezembro 15, 2016, em Taça de Portugal

SC Braga 1-2 SC Covilhã: E salta Peseiro e salta Peseiro!

Anterior1 de 2Próximo

Cabeçalho Futebol NacionalFoi um dia muito triste aquele que foi vivido nesta quarta-feira em Braga. O afastamento da Taça de Portugal foi um golpe muito duro para um clube que ambiciona ter títulos e proporcionar bons momentos aos seus adeptos e à sua cidade. Rolaram cabeças e, sinceramente, com justa causa. José Peseiro abandonou o comando técnico do Sporting de Braga depois de ter fracassado na Europa e na Taça de Portugal, dois objectivos claros do clube minhoto. Honestamente, só não fracassou mais porque não deixaram. Ainda bem. Este clube merece alguém que os tenha, popularmente falando, no sítio. Não era o homem certo para o lugar e não tinha as qualidades nem o carácter ambicioso que o Braga procura num treinador. Muito menos depois do exemplo da época anterior. Sendo assim, Abel tem a função de orientar o grupo e tentar o melhor até surgir uma solução. Força, Abel!

Desde o primeiro dia de trabalho que José Peseiro é contestado pela massa associativa bracarense. O porquê não é difícil de perceber. As suas equipas tanto têm boas exibições como de um momento para o outro baixam o rendimento de tal forma que deitam tudo a perder. A vontade de arrancar cabelos passa a ser a de fechar os olhos para não ver mais.

A direcção apostou em quem achava melhor e eu respeitei a decisão. Quis acreditar que era possível chegar longe, pois a minha paixão conduziu o meu pensamento. Peseiro voltava a Braga com um discurso de político. Entusiasta, ambicioso, arrojado… Mas só treta não chega. Esperar para ver o Braga jogar era martírio depois da época anterior. As primeiras novidades logo vieram quando chegou a Supertaça. Falhámos a conquista mas até demos boas mostras. O arranque no campeonato foi bom, com uma vitória em casa do rival, mas logo se seguiu um empate, num jogo em que falharam muitas coisas. Com o avolumar dos jogos e das provas, ao invés de surgir o ritmo e a união surgiu desconfiança e afastamento. E foram vários os factores que levaram à quebra na equipa e à queda de José Peseiro no comando técnico do Braga. A minha consciência vai praguejando: Primeiro… Peseiro!

Acabou a paciência com José Peseiro Fonte: SC Braga

Acabou a paciência com José Peseiro
Fonte: SC Braga

Quem é este treinador? Aquele que ganhou a Taça da Liga pelo Braga ou o que perdeu a Taça de Portugal na época anterior frente a esta mesma equipa? Pois… Não sou praticante do Peseirismo e não tenho nada contra quem seja, mas não concordo com essa filosofia. A máxima do ganhar cinco a quatro a jogar bom futebol é anedota e a margem mínima à rasquinha foi o que mais se viu, com a excepção de alguns jogos. Poucos…

Anterior1 de 2Próximo
pedro nuno sousa
O Pedro tem 22 anos, é arqueólogo de formação e jornalista desportivo por inspiração. Teve oportunidade de praticar vários desportos, o que proporcionou esta paixão. Frequenta o mestrado em História e é minhoto. Gosta muito dos seus amigos e por isso tenta preservá-los. Também gosta de teatro e é ator amador. Frequentou formações no 'Cenjor' e no 'Palavras Ditas' porque gosta de enriquecer a vida profissional. Um dia espera ser relator de futebol.                                                                                                                                                 O Pedro não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Comentários

Por Pedro Nuno Sousa Dezembro 15, 2016, em Taça de Portugal

Figura e Fora-de-Jogo da Semana

19/06/2017

Marta Reis

Redatora Sporting CP

André Villas-Boas

O treinador português não se mostrou indiferente à tragédia de Pedrogão Grande e, mesmo a milhares de quilómetros, doou uma verba considerável para as vítimas do incêndio.

Hóquei Português

Depois de ter rebentado o escândalo no futebol, as críticas às arbitragens não abonam a favor da boa imagem que estava a ser construída pela modalidade.