UD Leiria 0-3 CD Aves: Falta de inspiração afasta leirienses da Taça

Por Redação BnR Novembro 19, 2017, em Clubes Portugueses

UD Leiria 0-3 CD Aves: Falta de inspiração afasta leirienses da Taça

Anterior1 de 3Próximo

Cabeçalho Futebol NacionalO sol fez-se sentir em força no Estádio Magalhães Pessoa, para o jogo da 4.ª eliminatória da Taça de Portugal. O clube da casa, líder da Série C do Campeonato de Portugal, recebeu o Desportivo das Aves, atual 16º classificado da Primeira Liga. Apesar da classificação, era um jogo muito importante para o União de Leiria, já que tinha pela frente uma equipa do primeiro escalão.

Os primeiros minutos foram intensos e de algum estudo mútuo. Depressa, surgiram várias oportunidades de perigo, com a equipa leiriense a sair por cima, com remates de Adriano, ao minuto 5, e Diaby, ao minuto 8, este último, para bastantes aplausos do público presente, já que a bola passou muito perto da baliza de Facchini.

Após alguns lances de perigo e de algum protesto, devido a lances controversos, Leandro volta a causar pânico ao cabecear ao lado da baliza avense. A resposta da equipa forasteira surgiu no minuto seguinte, com o golo de Derley, à passagem do minuto 26.

Apesar do resultado, a equipa do Lis não baixou a cabeça e manteve-se firme, rumo ao golo do empate. À passagem do minuto 33, Leandro remata forte para canto e, na cobrança, Tony cabeceia para grande defesa de Facchini. Pela segunda vez na partida, o estádio voltou a aplaudir a equipa da casa, que podia ter chegado ao empate com este lance.

Até ao intervalo, o jogo foi pautado por alguns lances polémicos, mas que em nada ajudaram à evolução do resultado. O Aves foi para os balneários a vencer por 1-0, num jogo animado e bem disputado.

A segunda parte iniciou sem substituições e com a mesma intensidade dos primeiros 45 minutos. O Leiria procurou, com maior regularidade, fazer o golo, mas, de uma forma ou outra, a defensiva avense impedia o empate.

Os primeiros 15 minutos contaram com forte iniciativa leiriense, mas a equipa forasteira ia conseguindo manter o resultado a seu favor. Brigues, ao minuto 52, rematou forte e causou alguma dificuldade a Facchini. Do mesmo modo, Nailson retirou aplausos do público, após um grande lance ao minuto 62. Facchini defendeu para canto, que não teve qualquer perigo.

E como em bom português se diz, quem não marca sofre, o Aves chega ao segundo por Vítor Gomes. Ao minuto 66, Derley, que tinha marcado o primeiro da tarde, assistiu para a finalização do médio. O Aves voltava a estar na frente, para desilusão dos adeptos leirienses.

Vítor Gomes marcou o segundo golo do CD Aves Fonte: CD Aves

Vítor Gomes marcou o segundo golo do CD Aves
Fonte: CD Aves

Os minutos que se seguiram foram reservados para as substituições e confirmaram a tendência de todo o jogo. O União continuou no ataque, mas o Aves conseguiu controlar as expetativas, e manter-se na frente do resultado. O ritmo de jogo foi, logicamente, menos intenso, e marcado por várias paragens.

No entanto, houve tempo para mais um golo. Ao minuto 83, na sequência de um canto, Amilton cabeceou com intensidade, sem qualquer hipótese para Ricardo Neves. Estava feito o terceiro do Desportivo das Aves!

Os minutos finais confirmaram um União de Leiria completamente desinspirado, muito fruto do resultado obtido. O Desportivo das Aves venceu e avança assim para a próxima fase da Taça de Portugal.

No final, venceu a eficácia da equipa de vila das Aves que, mesmo não sendo a equipa dominante em campo, conseguiu aproveitar as melhores oportunidades para colocar o resultado a seu favor. A equipa do Lis criou muitas oportunidades, mas esteve bastante desinspirada em momentos cruciais do jogo, e isso acabou por ser decisivo para o resultado final.

Anterior1 de 3Próximo
Logo Bola na Rede
O Bola na Rede é um site de opinião desportiva, cuja plataforma de distribuição de conteúdo é o online. Foi fundado a 28 de outubro de 2010.

Comentários

Por Redação BnR Novembro 19, 2017, em Clubes Portugueses

Figura e Fora-de-Jogo da Semana

17/12/2017

André Conde

Diretor-Adjunto

Pep Guardiola

Equipa à sua imagem, futebol de grande qualidade e domínio na Premier League. No meio dos tubarões da Liga Inglesa, Pep Guardiola está a mostrar o porquê de ser o melhor treinador do mundo.

Rui Vitória

Depois da Champions, a Taça de Portugal. Uma equipa sem ideias, perdida em campo e um discurso completamente fora da realidade. O tempo do treinador no SL Benfica parece ter terminado.