Mais um fim-de-semana, mais uma ronda do Girabola! A 11.ª jornada jogou-se entre os dias 21 e 22 de abril, e com ela decorreram muitos jogos, repletos de ação e incerteza até ao apito final do árbitro, como tem sido habitual de jornada em jornada em Angola.

O destaque pela negativa da jornada vai para o Petro de Luanda: apontado como o principal adversário ao campeão 1.º de Agosto na luta pelo título, o conjunto de Beto Bianchi não está a conseguir corresponder às expectativas no início da época, e tem vindo a desiludir os seus adeptos. Desta vez, e na visita à província do Huambo, a equipa petrolífera perdeu frente ao Recreativo da Caála por 1-0. Apesar de ter controlado grande parte do encontro, os visitantes não conseguiram materializar o seu controlo em golos, e foram surpreendidos pelo Rec. da Caála: o único golo do jogo foi marcado por Deco, no início da segunda parte.

Em sentido inverso, está o Interclube! O clube treinado pelo português Paulo Torres está em alta no campeonato, e nesta ronda não teve dificuldades em vencer o seu encontro: a jogar em casa, os “Polícias” atropelaram o JGM do Huambo por cinco golos sem resposta. O destaque individual vai para dois jogadores – Kaporal e Mano bisaram frente ao atual último classificado do Girabola’18.

Depois da vitória (1-0 frente ao Bravos do Maquis) a meio da semana num jogo em atraso para o campeonato, o 1.º de Agosto venceu novamente. Na casa do Domant FC, o bicampeão exibiu-se a um alto nível e não deu quaisquer hipóteses à equipa da casa: triunfo por 1-3, com os golos dos “Militares” a serem apontados por Geraldo, Jacques e Ibukun. Zizi foi o autor do tento de honra do Domant. Com este resultado, o conjunto de Zoran Maki subiu ao sexto posto da classificação.

 

O Petro perdeu pela margem mínima na visita ao terreno do Recreativo da Caála
Fonte: Petro de Luanda

A seca de golos na equipa do Calulo parece não ter fim à vista. O Recreativo do Libolo voltou a desperdiçar uma boa oportunidade para subir uns lugares na classificação, ao empatar a zero fora frente ao surpreendente Desportivo da Huíla. Com este novo empate, os comandados de Kito Ribeiro estão no 9.º lugar com 14 pontos conquistados, e há cinco jogos que os seus adeptos não celebram um golo marcado!

O Kabuscorp não teve uma tarefa fácil, mas conseguiu terminar a jornada a sorrir. O clube do bairro do Palanca foi até ao terreno do FC Casa Militar, na província do Cuando Cubango, vencer pela margem mínima (0-1, com Arouna a ser o herói para os visistantes). Assim, os comandados do português Sérgio Traguil estão no segundo lugar com 18 pontos, em igualdade pontual com a Académica do Lobito.

Nos restantes encontros, houve um resultado comum: o empate. O Sagrada Esperança empatou em casa com o Sporting de Cabinda a um golo, ao passo que o Progresso do Sambizanga e Académica do Lobito anularam-se ao fim dos noventa minutos (0-0). 1.º de Maio de Benguela foi a exceção à regra, e venceu por 1-0 o Bravos do Maquis.

Em conclusão, o principal motivo de interesse passa por perceber se o Petro conseguirá recuperar deste desaire e voltar às boas exibições e, consequentemente, vitórias o mais rápido possível. Além disso, também será interessante ver até quando o Interclube irá continuar a liderar com uma boa margem o Girabola. Iremos descobrir nas próximas jornadas!

 Foto de capa: Girabola ZAP

Comentários