Anterior1 de 3Próximo

Spurs e Citizens eram os protagonistas do jogo cabeça de cartaz da ronda 34. O jogo começou com ascendente dos vizitantes, e, logo aos três minutos, Wembley tremeu com um remate de Sané ao poste. Ainda nos primeiros dez minutos, Sterling e De Bruyne enviaram bombas a rasar a baliza.

Aos 21’ surgiu o primeiro golo da partida: grande passe de Kompany para a desmarcação de Gabriel Jesus, o brasileiro rececionou, correu para a baliza e, no cara-a-cara com Lloris, não desperdiçou.

Três minutos depois, lance polémico em Wembley: Lloris sai da baliza de forma arriscada, atinge Sterling e o árbitro aponta para a marca de penalti. A polémica resulta do facto de a falta ter sido cometida fora da área. Imune à polémica, Gundogan não desperdiçou e fez o segundo dos visitantes.

Foi um início de jogo fulminante dos comandados de Pep Guardiola, como já tinha acontecido frente ao Liverpool a meio da semana. A partir da meia hora, os Spurs começaram a acordar, adaptaram-se à pressão e velocidade dos rivais e começavam a fazer investidas perigosas. Foi já a caminho do intervalo e com alguma sorte à mistura, que Eriksen conseguiu chegar ao golo, fruto de um ressalto furtuito.

O golo de Eriksen adoçou o jogo
Fonte: Tottenham Hotspur

O jogo estava aberto, agradável e fluído, com oportunidades de um lado e de outro. A segunda parte começou com domínio caseiro, com várias sondagens interessantes à baliza de Ederson, mas sem oportunidades claras.

Do outro lado, a velocidade dos dianteiros continuava a fazer estragos e, aos 64 minutos, Gabriel Jesus falhou o terceiro golo quando estava isolado. Cinco minutos volvidos, foi Sterling a falhar um golo cantado, já depois de ter tirado Lloris do caminho e de ter sentado um defesa, permitindo um corte providencial. Este desperdício não trouxe problemas de maior já que, na cobrança do canto, Sterling redimiu-se e fez o 3-1 final, num remate depois de uma primeira defesa de Lloris para a frente.

O resultado não se viria a alterar, sendo justo, face à superioridade do Manchester City. Foi um dos melhores jogos desta Premier League, entre duas das melhores equipas. O City retoma o caminho das vitórias, depois de três derrotas seguidas e pode sagrar-se campeão já amanha, caso o United escorregue na receção ao WBA. Se não, para a semana levanta o caneco.

Foto de Capa: Tottenham Hotspur FC

Anterior1 de 3Próximo

Comentários