Anterior1 de 2Próximo

Cabeçalho Futebol Internacional

“Não culpo o Guardiola, eu deveria ter sido mais profissional. Agi como se fosse um adolescente. (…) Se não tivesse tomado essa má decisão, poderia ter jogado ao mais alto nível durante mais cinco anos.” – Foi desta forma que em Outubro do ano passado, Aleksandr Hleb (Александр Глеб) descreveu a sua experiência no todo poderoso FC Barcelona, não atribuindo a outros a culpa pelo seu insucesso e puxando para si próprio o grosso dessa mesma responsabilidade. Hleb trocou o Arsenal FC, onde era peça fundamental na orquestra de Arsène Wenger, por o FC Barcelona de Pep Guardiola em 2008, a troco de mais de 15 milhões de euros. No auge da sua carreira, o internacional bielorrusso nunca foi capaz de demonstrar na Catalunha todo aquele talento que havia evidenciado ao serviço do VfB Stuttgart de Felix Magath e do emblema londrino, e talvez por isso, poucos são aqueles que recordam com saudade a sua passagem por Camp Nou.

Arredado dos grandes palcos do futebol ocidental nos últimos anos, só a espaços ouvimos o seu nome enquanto representava o FC BATE Borisov na Liga dos Campeões da UEFA, ou quando representava a sua selecção. Hleb, no entanto, manteve-se no activo este tempo todo e aos 35 anos de idade voltou a ser notícia, pelo menos na Rússia, depois de esta semana ter oficialmente assinado contrato até ao final da temporada com o FC Krylya Sovetov. Para Aleksandr, este é um regresso a Samara, cidade que conhece bem, depois de já ter representado o FC Krylya Sovetov em 2012, após ter rescindido por mútuo acordo o vínculo que o ligava ao FC Barcelona.

Aleksandr Hleb no dia em que foi apresentado como reforço do FC Krylya Sovetov Fonte: kc-camapa.ru
Aleksandr Hleb no dia em que foi apresentado como reforço do FC Krylya Sovetov
Fonte: kc-camapa.ru

O entusiasmo em redor do experiente jogador bielorrusso foi grande e os responsáveis pela formação de Samara vêm em Hleb um verdadeiro líder, dentro e fora de campo, que terá um papel fundamental na longa batalha que o clube tem pela frente para evitar a despromoção. Com 15 pontos conquistados em 17 jogos, o FC Krylya Sovetov encontra-se actualmente, um ponto acima dos lugares de despromoção, e o arranque da equipa após a longa paragem de Inverno, que apenas termina no início do próximo mês, será vital para aquilo que resta da época.

Aos 35 anos de idade, já não se reconhece a Hleb, aquelas qualidades que o notabilizaram enquanto actuava como extremo e é agora muito mais comum vê-lo a actuar pelo centro de terreno como médio ofensivo ou como armador de jogo ditando o ritmo de jogo da sua equipa, algo que também sempre fez com elevado grau de mestria. Em Samara, Hleb vai reencontrar Vadim Skripchenko, actual treinador da equipa, que Aleksandr já conhece dos tempos em que jogaram juntos no FC BATE Borisov e terá a seu lado no terreno de jogo, o poderoso avançado, também ele internacional bielorrusso, Sergei Kornilenko.

Anterior1 de 2Próximo

Comentários