Todos os jogos na Grécia são envoltos de muita emotividade e não raras vezes os limites são ultrapassados. No último sábado, o PAOK bateu o novo campeão grego e levantou a Taça da Grécia, em Atenas. A sexta taça do emblema de Salónica não deixa de ter um sabor especial.

Vieirinha, nosso campeão europeu, foi herói ao assinar o primeiro golo, de livre direto, já na parte final do jogo, concluindo Pelkas o resultado final já em tempo de compensação. No final do jogo, o internacional português salientou a vitória no jogo com uma equipa contra quem lhes tinha sido “roubado”, o título grego, expressão sua.

Referia-se ao dia 11 de março quando o presidente do clube, Ivan Savvidis, entrou em campo com uma pistola à cintura, o que acabou por determinar a derrota na secretaria frente ao rival de Atenas e capitulou as aspirações ao título nacional, sendo Savvidis banido por três anos. Desde então, o PAOK ganhou todos os jogos.

Vieirinha, capitão de equipa, foi protagonista de mais uma vitória do PAOK, ele que é um autêntico deus em Salónica
Fonte: PAOK

Confirmada a vitória, os jogadores festejaram com máscaras do presidente, num plantel que, para além de Vieirinha, também conta com outros conhecidos do futebol português, casos de Fernando Varela e Djalma.

O segundo lugar na Liga helénica foi desapontante, e mais que isso, revoltante para o PAOK, dado o contexto da não chegada ao título da equipa, o que até obrigou o capitão a mandar uma carta à FIFA. Por outro lado, bater o campeão AEK, em Atenas, dá ainda maior impacto nesta vitória que fecha a temporada e aumenta a dose de motivação para o que aí vem.

Depois de levantar a taça duas épocas consecutivas, o repto agora é atacar com toda a força a candidatura ao título na ‘Ethniki Katigoria’ em 2018/19. Até porque há um novo campeão que quer defender a conquista e um Olympiacos que perdeu a hegemonia e quer recuperá-la o mais rápido possível.

No Estádio Toumba já ninguém aguenta mais esperar pelo dia em que o PAOK colocará as mãos no título mais cobiçado da Grécia pela terceira vez, o que já não acontece desde os anos 80.

Foto de Capa: PAOK

 

Comentários