As seleções da Sérvia e da Costa-Rica defrontaram-se esta tarde, naquele que foi um encontro inédito entre ambas as equipas. Este jogo marca o regresso da Sérvia ao mundial, depois de não ter comparecido na competição em 2014. Já a Costa Rica vem da melhor participação de sempre na competição que decorreu no Brasil. A seleção costa-riquenha conseguiu alcançar os quartos-de-final, tendo sido eliminada pela Holanda.

Se o jogo foi um espetáculo de futebol fulgurante e que entusiasma qualquer um? Não, de todo! O Costa Rica-Sérvia foi um duelo muito contido de ambas as partes, com um futebol muito cauteloso. Basicamente, tudo aquilo que um amante de futebol dispensa.

Apesar de o jogo ter começado bem animado, com ambas as equipas a apresentaram-se bastante atrevidas e com várias oportunidades, este cenário foi sol de pouca dura: o jogo acabou por baixar de ritmo e tornou-se um autêntico duelo tático e de, certa forma, entediante.

A seleção dos Balcãs deteve mais posse de bola mas o bloco defensivo da seleção costa-riquenha não permitiu que o seu adversário se adiantasse no marcador. Enquanto os sérvios detiveram mais bola e mais iniciativa, a Costa Rica foi controlando o jogo em termos defensivos, num estilo em que se sente bastante confortável.

O meio-campo da Sérvia esteve um pouco aquém, com Matic e Milivojevic a assumir pouco do jogo ofensivo. A equipa mostrou-se um pouco lenta nos lances de transição e com bastante dificuldade em furar o bloco defensivo da Costa-Rica que se exibiu, mais uma vez, irrepreensível neste domínio. Bryan Ruiz, como de costume, assumiu o comando e foi a principal alavanca nos ataques da sua equipa, estabelecendo uma excelente ligação com Urena.

A segunda parte começa com uma Sérvia mais competente e atrevida, com os seus laterais a subirem mais no terreno de jogo. Chega a marcar aos 56 minutos com um golo de Kolarov.

Depois disto, a Costa-Rica teve de adotar uma outra postura. Teve de ir à procura do resultado para inverter a desvantagem no marcador. As entradas de Joel Campbell e de Bolanos mexeram com o jogo. Os dois avançados vieram dar frescura ao ataque e foram peças-chave nos movimentos ofensivos da sua equipa assim que entraram.

O resultado de 1-0 para a equipa da Sérvia premeia a equipa que primeiro  teve a iniciativa de controlar o jogo. Apesar disso, depois de se ver em desvantagem, a Costa Rica teve uma boa reação ao golo sofrido e controlou a partida a partir daí. O esforço dos costa-riquenhos não foi suficiente, principalmente porque faltou critério no último passe.

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES:

Costa Rica: Navas, Gamboa, Gonzalez, Acosta, Duarte, Calvo, Venegas (Subst. Bolanos), Guzman (Subst. Colindres), Borges, Ruiz, Urena (Subst. Joel Campbell).

Sérvia: Stojkovic, Ivanovic, Tosic, Kolarov, Matic, Milivojevic, Tadic (Subst. Rukavina), Sergej, Ljajic (Subst. Filip Kostic), Mitrovic (Subst. Prijovic)

Foto de capa: FIFA

Comentários