Anterior1 de 2Próximo

HBC Nantes (FRA) vs Skjern Handbold (DEN) 33:27 (18:12)

Sendo esta a primeira vez que estas equipas se encontram a este nível sentia-se o nervoso inicial em ambas as equipas. Apesar disso, os visitantes entraram melhor na partida, conseguindo um parcial de 0-2. Com o passar do tempo, a sólida defesa do Nantes e a (mais uma) boa exibição do guarda redes Cyril Dumolin permitiram que a equipa da casa conseguisse o controlo do jogo, obtendo a maioria dos golos através de ataques rápidos. O Skjern apresentou algumas dificuldades a nível ofensivo, mas nos momentos em que conseguiam circular a bola a um ritmo mais alto surgiam espaços na defesa francesa que eram aproveitados. A meio da primeira parte o Nantes ganhava 9:5. Para tentar inverter o sentido do jogo, a equipa forasteira arriscou jogar sem guarda-redes, decisão que não resultou e apenas facilitou a chegada ao golo da equipa da casa.

A equipa francesa está muito próxima de fazer história
Fonte: EHF Champions League

A pausa ao intervalo não trouxe qualquer alteração no desenrolar da partida e o Nantes chegou a ter uma vantagem de dez golos (28:18). No entanto, o Skjern tinha noção que todos os golos contam, logo não desistiram da partida e conseguiram reduzir a desvantagem para seis golos.

THW Kiel (GER) vs HC Vardar (MKD) 28:29 (12:14)

Encontro entre duas equipas históricas, mas em momentos muito diferentes a nível interno. Enquanto por um lado o Vardar já garantiu o titulo de campeão, o Kiel encontra-se em quinto lugar, fora dos lugares de acesso das competições europeias. Essa diferença espelhou-se na melhor entrada em campo do Vardar. A equipa da casa chegou ao empate (8:8) aos 17 minutos, altura em que se encontrava em superioridade numérica. Apesar disso, vários falhanços no lado ofensivo do campo por parte da equipa alemã permitiram que os forasteiros voltassem ao comando da partida. De notar que o Kiel nunca teve em vantagem ao longo da primeira parte.

Apesar da eficácia de 100% Wiencek, o Kiel tem muito que fazer para chegar à Final Four
Fonte: THW Kiel

Chegada a segunda parte, pouco mudou. O Kiel, mesmo estando em inferioridade numérica, empatou a partida aos 39 minutos, passando para a frente do marcador quando faltavam apenas 15 minutos para o final do encontro. A principal fonte de golos do Vardar eram os pivots: Rogerio Moraes e Stonjache Stoilov marcaram cinco golos cada um. Chegados ao fim da partida e com o jogo empatado a 28 golos, o Kiel teve oportunidade para o jogo, mas perderam a bola no ataque, ao falhar um passe, e permitiram que o Vardar marcasse o golo da vitória na marcação do lançamento lateral.

Anterior1 de 2Próximo

Comentários