Anterior1 de 3Próximo

No sábado, Portugal contou com duas atletas nos 20 km Marcha e três atletas em finais do período da tarde. 

Portugueses em competição

No Lançamento do Disco, com Irina Rodrigues lançou exatos 58 metros ao segundo lançamento, estando na altura na zona de qualificação (no quarto lugar). As outras atletas em concurso foram melhorando, mas Irina mantinha-se na zona de qualificação para os últimos três lançamentos. Até que Liliana Cá, que até aí tinha dois nulos, lançou o Disco a 58.01 metros e por um centímetro ultrapassou Irina Rodrigues, tirando-a dos últimos três lançamentos! Bom para uma, mau para a outra, o que não invalida que ambas tenham tido uma excelente participação nestes Europeus de Berlim. Liliana Cá ainda continuou no concurso e viria mesmo a lançar mais, no seu quinto ensaio com um lançamento de 58.91 metros, fechando na sétima posição e Irina na nona. No final ambas as atletas confessaram que é uma situação que queriam evitar (apenas uma se qualificar para a finalíssima), mas que o desporto é assim e ambas estavam a tentar fazer o seu melhor. Liliana Cá reconheceu que a entrada no Programa de Preparação Olímpica será bastante importante para ela e para as suas condições de trabalho, afirmando que estava feliz por voltar à competição com um ano tão positivo, enquanto que Irina Rodrigues referiu que esta sua primeira participação em finais lhe dá mais motivação para o futuro. 

Na prova do Salto em Comprimento, Evelise Veiga abriu com 6.47 metros (+0.6) e isso viria a ser suficiente para ser finalista com o oitavo lugar a nível europeu! Ainda teve mais 5 tentativas após esse salto mas não viria melhorar. Evelise Veiga fechou assim de forma espetacular uma época em que bateu o recorde nacional sub-23, tornando-se a segunda atleta da história do Comprimento nacional, época em que foi também dupla medalhada nos Campeonatos do Mediterrâneo Sub-23. 

Uma época fantástica a fechar como a oitava europeia
Fonte: Evelise Veiga

No final, a atleta estava visivelmente feliz com a sua participação nos Europeus de Berlim, revelando que cumpriu todos os objetivos traçados para este ano, mas afirmando que os objetivos para 2019 serão ainda mais ambiciosos.

Nos 20 km Marcha, Ana Cabecinha terminou a prova em 1:29:49, ficando na oitava posição. A atleta ainda acompanhou o grupo da frente nos primeiros quilómetros, mas confessou que não esperava uma mudança de ritmo tão repentina, acusando também algum desgaste decorrente do tempo que esteve à espera para iniciar a prova – ver mais na informação relativa à final. Edna Barros participou na mesma prova e não terminou a mesma por limitações físicas, sentindo dores no joelho direito desde bastante cedo. A última passagem foi aos 11 km e no final, a atleta revelou que tudo tentou – incluindo a utilização de analgésicos – mas nada resultou, lamentando a sua estreia, mas prometendo mais e melhor para o futuro.

Ana Cabecinha terminou na 8ª posição nos 20 km Marcha
Fonte: FPA
Anterior1 de 3Próximo

Comentários