jogadoresqueadmiro

Hoje não vou falar de um jogador mas sim de um atleta, e dos rápidos! Francis Obikwelu acabou a carreira no passado 9 de julho e merece figurar nesta rubrica de grandes nomes.

É preciso recuar a 1994 para a história do nigeriano Francis Obikwelu se cruzar com Portugal. Neste ano o velocista veio ao Mundial de Atletismo Júnior e decidiu ficar no nosso país em busca de uma vida melhor, mas as coisas não começaram bem e acabou no Algarve a trabalhar na construção civil. Em 1996 volta a Lisboa e é aí que Obikwelu começa a entrar para a ribalta.

Em 1996 sagra-se campeão do mundo júnior e neste mesmo ano estreia-se nos Jogos Olímpicos na que seria a primeira de quatro participações olímpicas – duas pela Nigéria e duas por Portugal (conseguiu ainda qualificar-se para 2012 mas não participou por lesão) – que tiveram como ponto alto a prata de 2004, mas já lá vamos.

Obikwelu torna-se português apenas em 2001, depois de desentendimentos com as entidades federativas nigerianas após uma lesão que teve nos Jogos de Sidney. Em boa altura o fez, pois conquistou o ouro europeu nos 100m em 2002 e 2006, e nos 200m em 2006, tendo ficado com a prata em 2002 nesta categoria. Pelo meio conseguiu a prata nos Jogos Olímpicos de 2004 em Atenas; para isso percorreu os 100m em 9.86seg, ainda hoje o recorde europeu da distância, e a apenas 0.01seg do ouro.

Gatlin "roubou" o ouro olímpico por esta curta distância Fonte: BBC
Gatlin “roubou” o ouro olímpico por esta curta distância
Fonte: BBC

Em 2008 a participação em Pequim não correu como pretendia, e ainda hoje me lembro de o ver em lágrimas por ter desiludido os portugueses ao não lhes ter dado uma medalha. Neste dia a desilusão era tanta que até terminou a carreira, mas felizmente voltou atrás na sua decisão e em 2011 ainda deu mais um título europeu a Portugal nos 60m no Europeu de Atletismo de Pista Coberta.

Tirando o dia 16 de agosto de 2008, as imagens que tenho de Francis Obikwelu é de um homem que se está sempre a rir, alegre e feliz com o que conseguiu fazer. Eu também estou muito feliz por o ter visto correr e por o ter tido a representar o meu país e o meu clube. Francis Obikwelu será daqueles nomes que direi um dia com orgulho aos filhos e netos que vi correr.

Foto de Capa: Sporting CP

Comentários