Cabeçalho modalidades

Nunca fui grande fã de qualquer modalidade para além do futebol. No entanto, há relativamente pouco tempo algo, ou mais propriamente alguém, despertou um bichinho em mim escondido. Stephen Curry – este senhor, que tanto prazer me dá ver jogar, despertou em mim uma curiosidade imensa acerca de um novo mundo. E, assim, entrei num novo mundo do desporto.

Claro que, uma vez despertada pelo camisola 30 dos Golden State Warriors, senti-me na obrigação de apoiar esta euqipa. Já sei: o Curry é moda; os Golden State são moda e nem história têm; só apoia os Warriors quem não percebe nada de basket!

Pois bem, sendo isso, ou não, verdade, meus caros “apaixonados” e “fieis” seguidores de NBA, apenas esta equipa me faz sofrer, suar das palmas das mãos e perder horas de sono para acompanhar os jogos em tempo real, madrugada fora.

Se há uns anos me dissessem que passaria noites em branco por causa de um jogo de basket diria que eram loucos. No entanto isso aconteceu e continua a acontecer, cada vez mais.

Stephen Curry é uma das figuras da companhia Fonte: Golden State Warriors
Stephen Curry é uma das figuras da companhia
Fonte: Golden State Warriors

Poderia tentar explicar-vos detalhadamente o porquê de fazer parte da DubNation, mas a verdade é que, depois de ser cativada por um dos melhores (se não o melhor – perdoem-me fãs do LeBron) da NBA, apaixonei-me por um estilo de jogo e, após várias temporadas a acompanhá-lo, é díficil não sentir um carinho pela equipa – quer esta vença todos os jogos dos playoffs por 4-0, quer esta permita uma reviravolta impensável e acabe por perder tudo.

Talvez seja moda. Talvez passe de moda. Mas, seja qual for a modalidade, apenas uma coisa na vida não muda: o simbolo que se carrega ao peito e o sentido por ele. Portanto, com ou sem história, na moda ou fora dela, será a equipa que apoiarei.

Foto de Capa: NBA

Comentários