O Mundial de motociclismo viajou até ao circuito de Sachsenring na Alemanha e Marc Márquez foi a grande estrela durante todo o fim-de-semana. O piloto espanhol da Honda partiu da ‘pole position’, mas foi engolido pelo compatriota Jorge Lorenzo que passou para a liderança da corrida logo após a passagem pela primeira curva do circuito alemão.

Com a ultrapassagem de Lorenzo, Marc Márquez teve de correr atrás do prejuízo e acabou por fazer, por várias vezes, o melhor tempo por volta. A verdade é que neste grande prémio, como à semelhança dos anteriores, o piloto espanhol da Honda mostrou-se bastante calculista e todas as decisões pareceram ser tomadas com frieza para não cometer erros graves, como em anos anteriores.

Rossi e Lorenzo… uma luta antiga
Fonte: MotoGP

Mas desenganem-se, a luta pela vitória não foi feita a dois, mas sim a três. O italiano Valentino Rossi recuperou várias posições e também teve uma palavra a dizer sobre os lugares no pódio. A meio da corrida, Jorge Lorenzo cometeu um erro que foi bem aproveitado pelo piloto da Yamaha que não mais largou o segundo lugar.

Todas as corridas neste mundial de motociclismo são diferentes; e o circuito de Sachsenring é dos mais duros e onde a escolha dos pneus é fundamental quando se trata da luta pelo lugar mais alto do pódio.

Depois de alcançar a liderança da corrida, Marc Márquez tentou aumentar a distância para Valentino Rossi e Lorenzo que não mais conseguiram alcançar o piloto da Honda.

Até ao final da prova, o piloto da Ducati teve de se preocupar em manter a terceira posição, mas nessa luta com o desgaste dos pneus foi perdendo posições e terminou a corrida no sexto lugar, bem longe do pódio e dos seus rivais diretos.

Marc Márquez voou até ao primeiro lugar
Fonte: MotoGP

Marc Márquez passou a bandeirada de xadrez no primeiro lugar, seguido de Valentino Rossi e Maverick Viñales.

Com esta vitória, o piloto espanhol da Honda é líder isolado do campeonato com 140 pontos. Já Rossi soma 99 pontos.

Não posso esquecer que foi neste grande prémio que Dani Pedrosa, companheiro de Márquez, anunciou a sua retirada do mundial de motociclismo. O piloto espanhol nunca conseguiu alcançar o título na categoria rainha, mas vai ser coroado lenda do MotoGP no útlimo grande prémio, em Valência.

Na categoria de Moto2, Miguel Oliveira fez mais uma enorme recuperação. Partiu da décima quinta posição, puxou dos galões e rapidamente recuperou para se instalar a meio da tabela. O piloto português ainda tentou alcançar o pódio, mas apesar da boa afinação da sua moto não conseguiu fazer frente a Brad Minder – vencedor da corrida, Joan Mir e Luca Marini. Com o quarto lugar neste grande prémio, o piloto da KTM ficou a 7pontos do líder do campeonato.

Oliveira em mais uma recuperação fantástica
Fonte: Red Bull KTM Ajo

Mas a verdade é que se a segunda metade desta época for igual à do ano passado, Miguel Oliveira tem todas as condições para se tornar campeão do mundo e fechar com chave de ouro a sua passagem pela categoria de Moto2.

 

Foto de Capa: Moto GP

 

Comentários