sl benfica cabeçalho 1O mercado de transferências já mexe e como não podia deixar de ser, o Benfica tenta nesta janela de Janeiro fazer alguns reajustes no plantel. Reajustes não só em compras mas também para potenciar jogadores menos utilizados e aos quais o clube reconhece valor. Uma dessas situações é a de Lisandro Lopez, jogador que acabou de ser emprestado ao Inter de Milão até ao final da presente época, com opção de compra de 9,5 milhões.

Recorde-se que Lisandro foi comprado na época de 12/13 ao Arsenal de Sarandi e, e em quase quatro épocas e meia (com uma de empréstimo ao Getafe), nunca se conseguiu impor de forma consistente no Benfica, onde realizou 54 jogos e marcou seis golos.

Na minha opinião, viveu sempre na sombra de jogadores consagrados, como são Luisão e Jardel, e na ausência destes, muitas vezes não foi a primeira opção, pois Rui Vitória preferia claramente Rúben Dias ou mesmo o Lindelof na altura, situação que causou ao jogador algum descontentamento pois queria jogar mais, o que é perfeitamente natural.

Essa oportunidade surgiu agora com o Inter, um dos maiores clubes italianos. Não tenho dúvidas que para o jogador será um teste muito importante se quer seguir a sua vida em Itália e acredito, até pela pessoa que mostrou ser no Benfica, que vá vingar e merece-o.

No entanto, a saída de Lisandro levanta a questão quanto ao seu substituto, se existe essa opção no Seixal ou se o Benfica irá procurar encontrá-la neste mercado de inverno. Ao que me parece, irá ser promovido à equipa principal o jovem central Francisco Ferreira, que tem tido um excelente desempenho na equipa B dos encarnados.

Fonte: SL Benfica
Fonte: SL Benfica

Parece-me muito credível que seja este o substituto do defesa central mas sabendo também como são as dinâmicas do Benfica no mercado, não me admiraria, caso apareça um excelente negócio, que o clube da Luz avançasse para a aquisição de mais um central. Contudo, essa compra só fará sentido se se pretender um central com um perfil diferente do que já existe, por exemplo, um central mais maduro, com experiência internacional, mas jogadores desses são caros e está visto que o Benfica não quer entrar em loucuras.

Assim e tendo em conta que a forte aposta na formação é o lema deste mandato de Luís Filipe Vieira, a opção poderá muito bem passar por Francisco Ferreira, mais conhecido por Ferro, um jovem de 20 anos, internacional sub-21, com a vantagem de ter sido formado no Benfica e que tem dado nas vistas, tornando-se, esta época, um dos indiscutíveis no centro da defesa de Hélder Cristóvão. Ferro é aliás, o novo capitão após a saída de Rúben Dias, com quem fez dupla antes deste último subir à equipa A. Uma coisa é certa, o rumo está traçado e só interessa conquistar ao pentacampeonato.

Foto de Capa: SL Benfica

 

Comentários