Há textos que são difíceis de se escrever por ser um tema demasiado vago e há outros, como este, que são difíceis de escrever pois além de não estarmos a contar nada de novo, são já poucas as palavras disponíveis para o escrever. E porquê? Porque trata-se de falar do atual melhor marcador do campeonato nacional, do futebol português e da Europa: senhores e senhoras, apresento-vos Jonas “Pistolas”.

Jonas é, mais uma vez, uma maravilha de surpresa do futebol europeu. Com trinta e quatro anos e a cumprir a quarta temporada ao serviço do Benfica, encontra-se a dois golos de bater o seu recorde de maior número de golos no Benfica, isto na temporada 2015/16 onde marcou na totalidade trinta e seis golos. Nesse mesmo ano, apenas no campeonato, tinha marcado trinta e dois golos (um a mais dos marcados neste campeonato até ao dia de hoje). Agora, numa temporada sem nenhuma lesão até ao momento, Jonas destaca-se a jogar sozinho na frente a ser protagonista num número elevadíssimo de golos dos encarnados no campeonato. Com dois jogos a marcar três golos, muitos são os bis e muitas são as jornadas a marcar um golo e às vezes em jogos consecutivos.

Se no inicio podíamos duvidar das suas capacidades a jogar sozinho na frente, hoje podemos admitir que Rui Vitória acertou em cheio com a sua decisão, na altura na deslocação a Guimarães. Uma decisão que deu mais responsabilidades ao craque de trinta e quatro anos mas que foi a melhor decisão a tomar.

Para mim, e muito me custe dizer pois foram bastantes e bons, Jonas foi e é o melhor avançado ao serviço do Benfica nos últimos dez ou mais anos
Fonte: SL Benfica

Jonas destaca-se não só no campeonato nacional. Na luta pela bota de ouro europeia, o brasileiro está isolado nos melhores marcadores com os tais trinta e um contra os vinte e quatro de… Gomis, Cavani, Kane, Messi e Salah. O brasileiro está em plena forma no campeonato nacional e será muito complicado os concorrentes diretos como Marega e Bas Dost conseguirem bater o atual camisola dez do Benfica. Onde se destaca, no campo, Jonas? A pergunta tem resposta fácil. Em toda a zona do meio-campo para a frente com principal destaque no último terço do terreno.

O facto de ser um falso nove, podemos ver muitas vezes Jonas a dar inicio a jogadas mas a ser sempre ele a tentar finaliza-las da melhor forma. O brasileiro não tem uma grande velocidade mas tecnicamente não há melhor. A facilidade com que finaliza da melhor forma uma bola que chegue aos seus pés inveja qualquer avançado do futebol português e da europa.

A grande questão é: onde e quando vai parar Jonas? A idade já é o que é mas a verdade é que pouco interessa comparando com as surpresas que Jonas tem vindo a dar aos adeptos do Benfica. Será que dura mais um, dois, três, quatro anos? Não sabemos. Mas reforço, desde que continue a “carregar o Benfica às costas” desta forma, por mim podemos quase renovar o contrato de uma forma “vitalícia”.

Foto de Capa: SL Benfica

Comentários

Artigo anteriorA fatura fica em que nome?
Próximo artigo120s de Bola #199 – A morte de Mourinho é manifestamente exagerada
O João é benfiquista desde que se lembra. Nascido e criado em Aveiro, com uma experiência de cinco anos de vida em Moçambique, vive em Lisboa desde Agosto de 2015. A acompanhar os jogos do Benfica desde sempre e sem falhar a presença no Estádio da Luz pelo menos uma vez por ano, desde sempre que escreve textos pessoais acerca do Benfica e sobre o futebol em geral. Com coragem para defender e criticar o clube da Luz sempre que for preciso, tem mais interesse pela arte do futebol praticado do que pelas polémicas ou aspectos que mancham o desporto rei.                                                                                                                                                 O João escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.