Os jornais desportivos não abrandaram nas notícias que apontavam para a saída de Jonas Gonçalves do Benfica. Desde as lesões, ao possível interesse do Benfica, aos desentendimentos, a tudo e mais alguma coisa, o que parecia ser certo era mesmo o adeus do craque brasileiro do Sport Lisboa e Benfica.

Jonas é sem dúvida a maior figura do atual plantel do Benfica. Na temporada passada voltou a bater recordes e apontou as baterias ao regresso aos relvados nesta pré-temporada. Quando o Benfica terminava a viagem aos Estados Unidos da América começavam a sair as primeiras notícias sobre a possível saída da camisola 10 da Luz. Inicialmente falou-se da vontade do próprio em rumar às arábias. Depois falou-se da sua lesão crónica e da possível gravidade da mesma. Falou-se do próprio querer uma melhoria contratual devido aos novos reforços de ataque e aos valores dos salários serem bem mais altos que o de Jonas.

Na minha opinião, Jonas estava, de certa forma, a ser empurrado do Benfica.

Jonas não tem concorrência na frente de ataque. A saída do brasileiro iria trazer graves problemas no ataque ao título nacional
Fonte: SL Benfica

Esta história já se viu umas quantas vezes na Luz e, a meu ver, Luís Filipe Vieira disparou ao próprio pé se foi o próprio a tentar a saída de Jonas. Nem vou referir as possíveis consequências para o próprio Vieira mas sim as consequências que a saída de Jonas pode causar no plantel. É fácil perceber a importância de Jonas na frente de ataque e da certeza que todos teríamos de Jonas voltar a ser o melhor marcador do campeonato. Jonas estava já limado para jogar em 4-3-3 e a sua experiência é, sem margem de dúvida, superior aquela vista dos reforços de ataque encarnado.

Na semana passada, após a partida em casa frente aos turcos, Luís Filipe Vieira afirmou que o Benfica pretendia a renovação com o brasileiro, mas acrescentou, e aqui deixa as dúvidas ainda mais assentes, que se querem mais informações “vão falar com o Jonas”. Então, se o Vieira é líder máximo, porque não será ele a esclarecer o que se está a passar realmente com o caso Jonas?

Contudo, depois de muita especulação, muitas notícias, muitos comunicados, Jonas acabou por assumir em entrevista ao canal do clube que iria ficar no Benfica e que a sua vontade era de terminar a carreira de águia ao peito. Uma decisão que me deixou satisfeito pois, além de não termos a meu ver uma alternativa ao mesmo nível, ver o Jonas a jogar com o manto sagrado é sempre motivo para os adeptos estarem um pouco mais satisfeitos.

Foto de Capa: SL Benfica

Comentários

Artigo anteriorHóquei em Patins 17/18 : O teu Reinado voltou!
Próximo artigoSó há um Évora. Aproveitemos!
O João é benfiquista desde que se lembra. Nascido e criado em Aveiro, com uma experiência de cinco anos de vida em Moçambique, vive em Lisboa desde Agosto de 2015. A acompanhar os jogos do Benfica desde sempre e sem falhar a presença no Estádio da Luz pelo menos uma vez por ano, desde sempre que escreve textos pessoais acerca do Benfica e sobre o futebol em geral. Com coragem para defender e criticar o clube da Luz sempre que for preciso, tem mais interesse pela arte do futebol praticado do que pelas polémicas ou aspectos que mancham o desporto rei.                                                                                                                                                 O João escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.