Anterior1 de 6Próximo

Jonas é tão bom em tanta coisa diferente que parece impossível ser um só indivíduo. Este artigo pretende desconstruir, através de 5 substantivos, um dos melhores jogadores da história do Benfica.

Anterior1 de 6Próximo

Comentários

Artigo anteriorSporting entre as 4 melhores da Europa
Próximo artigoAs 5 decisões mais polémicas de Bruno de Carvalho
Mal sabia andar e já ia ao estádio ver os jogos do Gil Vicente, clube da terra natal. A paixão pelo relvado, pelos golos e pelas fintas, agarrou-se como uma doença e não mais saiu. Depois aprendeu a ler e a escrever e como não tirava más notas nas composições, aventurou-se na criação de blogues de bola. Mais tarde, na inconsciência dos seus dezoito, frequentou Ciências da Comunicação. Mantém vivo o sonho de ser jornalista desportivo, de derrubar chavões e fazer parte de uma nova era que pensa o futebol como um jogo para os criativos e inteligentes.                                                                                                                                                 O Pedro escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.