fc porto cabeçalho

No dia do regresso do FC Porto aos trabalhos, para dar início à pré-temporada, Sérgio Conceição recebeu o terceiro reforço para a nova época. Depois dos laterais-direitos João Pedro e Saidy Janko, o brasileiro Ewerton chega para somar ao meio campo portista, proveniente do Portimonense SC.

Nesta fase é, ainda, difícil prognosticar a real importância que este jogador pode vir a ter. À primeira vista parece mais um jogador para fazer plantel do que um titular indiscutível. Sendo jogadores ligeiramente diferentes, Ewerton vem um pouco na senda de Paulinho (que também trocou o Portimonense SC pelo FC Porto), sendo que acredito que este último tem mais qualidade e mais possibilidades de se vir a destacar de azul e branco.

Ewerton já não é propriamente um jovem (25 anos de idade) e, portanto, não se pode dizer que tenha uma enorme margem de progressão. Começou o seu percurso futebolístico nas camadas jovens do Fluminense, de onde saiu para representar alguns clubes modestos no Brasil (América-RN, Desportivo Brasil, Paulista e Madureira) antes de assinar pelo Portimonense em 2014. Pode jogar a 8 ou a 10 e tem uma habilidade técnica acima da média. Tem, ainda, facilidade em percorrer o campo de uma área à outra.

Ewerton já se juntou ao plantel às ordens de Sérgio Conceição
Fonte: FC Porto

Na temporada passada o seu percurso foi algo irregular (fez um total de 29 jogos e marcou 1 golo). Tendo começado a época a titular, uma lesão acabou por retirá-lo do onze e desviar Paulinho da esquerda para o centro. Até à saída deste último precisamente para o FC Porto, não mais Ewerton conseguiu obter um papel de destaque. Em Janeiro voltou a pegar de estaca e fez uma segunda metade de época a um nível bastante interessante.

Com a saída de André André, Ewerton parece seguro no plantel e terá, forçosamente, alguns minutos de competição numa época que se avizinha longa. No entanto, parte atrás de Óliver, Sérgio Oliveira e, até, Paulinho (que também pode jogar a partir de uma ala), de quem tenho bastantes expectativas depois de 6 meses de adaptação à realidade do clube. Herrera e Danilo, caso permaneçam no clube, serão, sem grande margem para dúvidas, as primeiras opções. Há, ainda, Mikel para completar as opções à disposição de Sérgio Conceição no que ao meio campo diz respeito. Eu diria que, salvo alguma saída, é um setor que está fechado.

Assim, Ewerton é mais uma boa oportunidade de negócio e mais um jogador de qualidade que surgiu no futebol português e no Portimonense SC e que fez por merecer a chegada a um grande. Terá, no entanto, que mostrar um valor diferenciado se quiser-se intrometer nas primeiras escolhas do treinador do FC Porto. Não será fácil!

Foto de Capa: FC Porto

Artigo revisto por: Jorge Neves

Comentários