Depois dos matadores Jackson e Falcão e dos guarda-redes lendários Casillas e Baía, é a vez de colocarmos frente a frente dois grandes nomes da lateral esquerda do FC Porto dos últimos anos. Primeiro o uruguaio Álvaro Pereira, que representou os portistas de 2009 a 2012. Depois o brasileiro Alex Sandro, que vestiu de azul e branco de 2011 a 2015.

Começando por alguns dados estatísticos da passagem de ambos por Portugal, destacam-se os seguintes números:

Álvaro Pereira

Idade: 32 anos

Peso/altura: 78 kg/180 cm

Internacionalizações/golos (pelo Uruguai): 83 jogos/7 golos

Jogos/golos pelo FCP: 119 jogos/3 golos

Títulos pelo FCP: 2 Campeonatos Nacionais, 2 Taças de Portugal, 3 Supertaças e uma Liga Europa.

Alex Sandro

Idade: 27 anos

Peso/altura: 74 kg/180 cm

Internacionalizações (pelo Brasil): 10 jogos

Jogos/golos pelo FCP: 137/3 golos

Títulos pelo FCP: 2 Campeonatos Nacionais e 2 Supertaças

Álvaro Pereira chega ao FC Porto em agosto de 2009, fruto de um dos muitos “roubos” de jogadores ao rival SL Benfica. Na bagagem trazia a ambição de ajudar os portistas a conquistarem o penta, depois de quatro anos de vitórias consecutivas. Contratado aos romenos do CRF Cluj, o lateral uruguaio não contava certamente com o caso do “Túnel da Luz”, que enfraqueceu e de que maneira o FC Porto, que ainda se viu privado de Hulk e Sapunaru até bem perto do fim do campeonato.

A frase “corre tanto que parece ter dois pulmões”, dita por um qualquer humorista deste mundo, encaixa que nem uma luva na hora de definir um jogador como Álvaro Pereira. Dono de uma capacidade física ímpar, Pereira fazia constantes piscinas na lateral esquerda dos azuis e brancos. Eficaz tanto a defender como a atacar, juntava a essa competência um remate bem potente. Na memória perdurará aquele golo de meia distância no Dragão, frente ao SC Braga, num jogo que os portistas venceram por 5-1, em 2010.

Beneficiou, certamente, do facto de chegar a Portugal e ser orientado por um autêntico professor como é Jesualdo Ferreira. Seguiu-se a chegada de André Villas Boas e, com ele, Álvaro Pereira terá conseguido a melhor época da carreira, não só em termos coletivos como essencialmente individuais.

Álvaro Pereira venceu uma Liga Europa com André Villas Boas ao comando
Fonte: Twitter

Já Alex Sandro chegou ao FC Porto no decorrer da época 2011/2012, a primeira de Vítor Pereira. Não assumiu de imediato o lugar, porque à sua frente estava curiosamente…Álvaro Pereira. O uruguaio sairia no final da época em litígio com o treinador. Era chegada a altura de o brasileiro mostrar as credenciais que levaram o FC Porto a pagar quase 10 milhões de euros por ele. Na altura, com 19 anos, trazia os vícios do futebol sul americano, pouco familiarizado com a componente tática. Isso revelou-se essencialmente nas deficiências que apresentava no posicionamento defensivo. Por outro lado, oferecia grande amplitude no ataque, juntando a isso um elevadíssimo recorte técnico, pouco habitual num lateral esquerdo. Hoje brilha pelo campeonato italiano ao serviço da Juventus FC, satisfazendo até o sonho de chegar à canarinha.

Alex Sandro é neste momento um dos melhores laterais esquerdos da atualidade
Fonte: FC Porto

Comentários