fc porto cabeçalhoJoseph Szabo nasceu a 11 de maio em Gonyu, na Hungria. Iniciou o seu percurso no futebol português como jogador no Nacional da Madeira em 1926.

O treinador húngaro chegou ao FC Porto no início da década de 30, vindo do CS Marítimo, e trouxe consigo o melhor jogador português de então, Pinga. Orientou o FC Porto por 103 vezes sendo o oitavo treinador que mais vezes esteve no “comando” dos portistas. Nesses 103 jogos obteve 56 vitórias, 16 empates e 30 derrotas.

Inicialmente, Szabo começou por ser treinador-jogador. Foi nessa condição que conquistou o campeonato de Portugal (competição que antecedeu a Taça de Portugal) de 1931/32 (vitória do FC Porto sobre o CF Os Belenenses, por 2-1, na finalíssima disputada em Coimbra).

O treinador húngaro foi jogador do histórico Ferencvaros TC (Hungria) e veio para o nosso país com fama de técnico disciplinador e exigente. No entanto, ao caráter autoritário também juntava um perfil competente e ganhador. É de sua autoria uma velha máxima que privilegia a vertente física em prol da criatividade:

 «No futebol, o sucesso faz-se com 90% de transpiração e 10% de génio».

A passagem de Szabo pelo FC Porto ficou marcada pela conquista da primeira edição do campeonato nacional, na época 1934/35. Esse campeonato foi uma luta «ombro-a-ombro» até à última jornada, que ficou marcada por um escaldante Sporting CP-FC Porto. O resultado foi um empate a duas bolas que confirmou o “nosso” primeiro Campeonato Nacional. O FC Porto terminaria o campeonato com dois pontos de avanço sobre o Sporting CP e três sobre o SL Benfica.

Szabo deixou a sua marca no FC Porto Fonte: ogol.br
Szabo deixou a sua marca no FC Porto
Fonte: ogol.br

Apesar de ser muito respeitado, o treinador húngaro acabaria por entrar em conflito com a Direção e com os jogadores, o que originou a sua demissão em fevereiro de 1936. Szabo justificou a sua decisão com a falta de apoio da Direção. Segundo relatos da imprensa, terá até chegado a agredir um diretor por este lhe ter chamado “maluco”.

Quase 10 anos depois, em 1945, o treinador húngaro acabaria por regressar ao FC Porto mas sem o sucesso que marcou a sua primeira passagem pelo clube. Foi um treinador marcante que “deixou” nas vitrinas do Dragão sete títulos: um Campeonato Nacional, uma Taça de Portugal e seis campeonatos do Porto.

Para além disso, Joseph Szabo foi também um treinador marcante no futebol português visto que passou por várias equipas, tendo tido muito destaque no Sporting CP onde também conquistou vários títulos. Faleceu a 17 de março de 1973 com 76 anos.

Foto de Capa: Pinterest

artigo revisto por: Ana Ferreira

Comentários