No ano de ouro em que o FC Porto conquistou a Liga Europa 2010/2011, Fernando Reges foi um dos principais pilares na equipa orientada por André Villas Boas.

O médio defensivo, que nunca se estreou com a camisola principal do Brasil, representou o FC Porto durante sete anos, de 2007 a 2014. Num período em que os azuis e brancos dominavam por completo o campeonato português, o brasileiro ganhou tudo o que havia para ganhar em Portugal, saindo em 2014 como um dos jogadores mais bem cotados do plantel.

Fernando assinou no verão de 2014 pelos ingleses do Manchester City FC por uma quantia a rondar os 15 milhões de euros, valores esses abaixo das qualidades exibicionais que o médio apresentava no Dragão. Era rápido, inteligente a ocupar os espaços, com uma excelente qualidade técnica e com um bom posicionamento dentro de campo.

Fernando assinou pelo City por uma verba simbólica a rondar os 15 milhões
Fonte: Twitter

Com a chegada ao campeonato inglês, Fernando encontrou uma concorrência elevada e dificuldades de adaptação na sua primeira época pelos “citizens”. Apesar da época 2015/2016 ter sido a mais bem-sucedida para o brasileiro, em que conquistou uma Taça da Liga inglesa, Fernando nunca se conseguiu afirmar de forma indiscutível em Manchester e com a chegada de Pep Guardiola, acabou por ser vendido na época seguinte aos turcos do Galatasaray SK por uma verba a rondar os 6 milhões de euros.

Fernando, de 30 anos, cumpre a primeira época na equipa turca com a qual leva 25 jogos e dois golos apontados esta época. Apesar de ser um titular indiscutível na equipa da principal Liga Turca, o brasileiro nunca mais se destacou pelas exibições que mostrou de dragão ao peito, exibições essas que deixam saudades entre os adeptos portistas.

Foto de Capa: FC Porto

Artigo revisto por: Jorge Neves

Comentários