fc porto cabeçalho

Tem nome de ponta de lança, mas é lateral-direito e vai ser o segundo reforço do FC Porto. Saidy Janko, suíço de 22 anos que representava a AS Saint-Étienne já está seguro pelos dragões por cinco anos. O jogador, que tem origens na Gâmbia, vai custar cerca de três milhões de euros à SAD do FC Porto, que nunca oficializará o negócio antes de 1 de julho. O internacional sub-21 pela Suíça estava referenciado há algum tempo e entrou na órbita logo após a saída de Ricardo Pereira e Diogo Dalot. O perfil é idêntico ao dos jogadores que partiram. Janko tem grande vocação ofensiva, já jogou e pode ser extremo em situações muito particulares. Além disso, é alto (quase 1,80 metros), forte fisicamente e muito veloz.

Maxi Pereira tem tudo acertado para renovar por mais uma época, mas os azuis e brancos aproveitaram esta oportunidade de negócio preparando já as épocas seguintes. Por isso os dragões avançaram com Janko, que por ter apenas 22 anos tem um futuro largo e a promessa de jogar no FC Porto durante alguns anos, sem pressa de que a afirmação tenha de ser imediata. Ou seja, a possibilidade de começar a época com três defesas direitos é real e depois cabe a Conceição optar. João Pedro e Janko são jovens promissores, mas vêm de contextos competitivos muito diferentes e precisam de algum tempo para se adaptarem a um novo futebol e a uma equipa que joga sempre para ganhar.

Janko na apresentação no Celtic FC
Fonte: Celtic FC

Quanto ao jogador, apesar dos 22 anos, tem muito a contar. Ainda com 18, e sem nunca ter jogado na primeira equipa, foi transferido do FC Zurique para o Manchester United por menos de um milhão de euros. Em Inglaterra não se chegou a impor, mas aproveitou um empréstimo ao Bolton Wanderers para chamar a atenção do Celtic FC, que o contratou aos ingleses. Em ano e meio fez apenas 12 jogos e seguiu novamente para o Championship, então emprestado ao Barnsley FC. A AS Saint-Étienne comprou-o depois por um milhão de euros. Na primeira metade da temporada, Janko foi indiscutível. Em janeiro chegou, do Arsenal, o internacional francês Debuchy. E o futuro portista não voltou a ser primeira escolha. Em Portugal vai procurar afirmar-se em definitivo e deixar de ser uma eterna promessa.

Estas duas movimentações de mercado feitas pela estrutura do FC Porto mostram que Luís Gonçalves veio trazer de volta o excelente scouting que sempre foi apanágio da estrutura azul e branca. Contratações de jovens com imenso potencial que asseguram qualidade desportiva e um possível retorno financeiro no futuro.

Foto de Capa: Twitter

Artigo revisto por: Jorge Neves

Comentários