sporting cp cabeçalho 1O que esta temporada 2017-18 tem mostrado na equipa do Sporting é que a sua linha defensiva apresenta bastante equilíbrio e solidez durante os jogos. Do lateral direito ao lateral esquerdo, a defesa dos leões tem sido uma verdadeira muralha imperial, que protege o covil do leão com unhas e dentes.

Contudo, era incongruente comigo próprio e com os estimados leitores se não dissesse que essa muralha apresenta algumas frinchas por onde espreitam, por vezes, os adversários. Falo, sobretudo, dos laterais: por muito que se diga, Coentrão, do lado esquerdo, apresenta pouca rapidez no recuo para zonas defensivas. E, do outro lado, Piccini não apresenta o poder de marcação que é exigido a um lateral leonino. Ristovski parece-me ser o homem mais apto para ocupar essa posição.

Piccini, Coates, Mathieu e Fábio Coentrão formam o quarteto mais utilizado por JJ esta época Fonte: Sporting Clube de Portugal
Piccini, Coates, Mathieu e Fábio Coentrão formam o quarteto mais utilizado por JJ esta época
Fonte: Sporting Clube de Portugal

Quando ao eixo defensivo, Sebastian Coates e Jérémy Mathieu, enquanto primeira linha das opções de JJ, dão segurança defensiva ao jogo dos Leões. São centrais altos – o uruguaio tem 1,96 m e o francês tem 1,89 m – que garantem supremacia no jogo aéreo e poderio físico no um para um com os adversários. No banco, o ex-bracarense André Pinto tem garantido o nível e a robustez desta muralha defensiva sempre que é chamado a jogo ou, tal como no jogo frente ao Marítimo e ao Cova da Piedade, à titularidade. O Sporting ocupa o segundo lugar no ranking de clubes da primeira liga com a “Melhor Defesa”, apresentando dez golos sofridos num total de dezassete jogos disputados. O primeiro posto é para o FC Porto com nove golos sofridos para o mesmo total de jogos.

É quase um cliché ou lugar comum dizer que não há melhor ataque sem a melhor defesa. No futebol moderno, onde os processos defensivos e ofensivos das equipas funcionam num todo articulado, interdependente e dinâmico, a melhor defesa costuma traduzir-se em maior liberdade dos homens mais adiantados para as suas tarefas ofensivas. Os Leões devem continuar, por isso, o trabalho realizado na sua muralha defensiva pois só isso “libertará” Gelson, Bruno Fernandes, Acuña e Companhia Lda. para os golos que todos nós desejamos.

 

Foto de Capa: Sporting Clube de Portugal

 

Comentários