O onze tipo do Sporting Clube de Portugal para a época 2018/2019. No entanto, resta ainda uma questão: quem será o guarda-redes titular? Viviano ou Renan Ribeiro?

Viviano foi contratado ainda na era de Bruno de Carvalho e veio para ocupar a vaga deixada em aberto por Rui Patrício. O guarda redes italiano fez toda a pré-época e foi o guarda-redes mais utilizado ao longo de todos os jogos de preparação. O ex-Sampodoria já passou por clubes como Arsenal, Inter de Milão e conta com seis internacionalizações ao serviço da seleção italiana. É, por isso, um guarda-redes experiente e tem o fator da experiência a seu favor.

Ainda assim, Viviano passou, ao todo, por oito clubes e nenca demonstrou provas claras e concretas de qualidade ao longo da sua carreira. Ao todo, já fez ‘correr’ cerca de 29 milhões de euros em transferências (a transferência mais dispendiosa que envolveu o jogador ocorreu em 2011 quando o Inter de Milão pagou 11 milhões para contar com o jogador).

Viviano foi o primeiro a chegar à baliza dos leões, mas terá a concorrência de Renan
Fonte: Sporting CP

Ao que tudo indicava, Viviano seria mesmo o guarda-redes titular de José Peseiro. Porém, os leões foram ao mercado e contrataram Renan Ribeiro.

O guarda-redes brasileiro brilhou ao serviço do Estoril Praia e o Sporting quis contar com o guarda-redes de 28 anos. Conhecido por ser bom a jogar com os pés, Renan iniciou a sua carreira no Atlético de Minas Gerais e prosseguiu a sua carreira no São Paulo. Não demorou a dar o salto para a Europa e foi contratado, no passado mês de janeiro, pelo Estoril Praia.

Renan Ribeiro sentou o veterano Moreira no banco de suplentes estorilista e revelou-se como um dos bons guarda-redes na última época em Portugal. Todavia, o brasileiro ainda pouco demonstrou e fica a dúvida no ar: vem para lutar com Viviano ou para ser o segundo guarda-redes leonino?

É ainda de notar que o empresário de Viviano veio-se queixar, há dias, da postura do Sporting mediante a contratação do jogador.

Foto de Capa: Sporting CP

artigo revisto por: Ana Ferreira

Comentários